Oi, o que você está procurando?

Educação

Maioria é a favor da suspensão das aulas presenciais na fase vermelha

Para os internautas que participaram de enquete do Regional Press, decisão de suspender as aulas foi a mais acertada

A maioria dos internautas que participaram de enquete realizada na página do Regional Press no Facebook é a favor da suspensão das aulas presenciais durante a fase vermelha em todo o Estado de São Paulo, após o agravamento da pandemia. A medida começa a valer neste sábado (6) e segue até o dia 19 de março.

Em Araçatuba, o prefeito Dilador Borges (PSDB) decidiu proibir o funcionamento de todas as escolas municipais, estaduais e particulares neste período, para evitar a circulação de pessoas e diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Nas escolas municipais, as aulas presenciais tiveram início no dia oito de fevereiro, com revezamento dos alunos e respeito aos 35% da capacidade das salas. Desde então, foram registrados 19 casos de Covid-19 entre servidores em 14 diferentes escolas.

A enquete perguntou aos internautas: “Você concorda com a paralisação das aulas presenciais durante a fase vermelha?” A postagem teve mais de 430 comentários, 489 reações e 27 compartilhamentos, alcançando mais de 26 mil pessoas em quatro horas de publicação.

Após a decisão do prefeito de suspender as aulas, um grupo de mães se manifestou em frente à sua casa, na rua Aquidaban, pedindo a reabertura das escolas. Como argumento, afirmam que muitos estudantes estão com depressão e que aumentaram os casos de automutilação entre crianças e adolescentes.

A grande maioria dos internautas que participaram da enquete, no entanto, acredita que a decisão de fechar as escolas foi a mais acertada, pois ainda não há vacina para os professores e existe risco de contaminação.

Para Renata Aparecida Telini, as escolas devem permanecer fechadas porque o momento é crítico. “Muitas vidas perdidas. Parem e pensem. Estudo se recupera, vidas não. Meus filhos não vão”, comentou.

Nagma Cristiane também concorda com o fechamento. “O número de crianças infectadas só cresce, precisamos parar a proliferação desse vírus. Pena que alguns pais não pensem na segurança de seus filhos”, afirmou.

Leni Souza disse que mesmo com os protocolos na escola tem criança contaminada. “Meu neto frequentou uma semana é já teve que ser encaminhado para exame. Decidi não mandar mais para a escola”, relatou.

Lúcia Helena Consolaro criticou a manifestação em frente à casa do prefeito. “Parabéns para essas pessoas que estão *aglomerando* em frente à casa do prefeito, ele está cumprindo com os protocolos de segurança. E essas pessoas parecem que não tem o que fazer. Pelo amor de Deus, tenham mais compaixão com os professores e cuidado com seus filhos que querem despachar pra escola”.

Adriana Panegossi também criticou as mães que pedem o retorno das aulas. “Essas mães não me representam, pra mim estão querendo se livrar do papel de mãe e sair da responsabilidade de ajudar em suas lições de casa…. Jamais deixaria meu filho exposto a um risco tão grande”, afirmou.

Leia mais:

Araçatuba suspende aulas presenciais nos 14 dias de fase vermelha

Seis escolas de Araçatuba registram casos positivos ou suspeitos de Covid-19

Equipe de escola infantil é afastada após confirmação de caso positivo da Covid-19

Escola de Araçatuba é fechada após surto de Covid-19

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
27