Oi, o que você está procurando?

Estiagem

Interior de SP: mais de 100 dias sem chuva provoca racionamento de água

A severa estiagem que atinge a região noroeste paulista há mais de 100 dias está secando rios e córregos e obrigando municípios a adotarem racionamento de água.

A estiagem também baixou a vazão de várias nascentes e córregos. A régua que mede o nível de água do rio Turvo, um dos principais rios do interior de São Paulo, já chegou a zero. No córrego Barra Grande, afluente do rio Preto, o nível também recuou.

Em uma fazenda de José Bonifácio, onde antes era uma represa, atualmente é possível caminhar sem molhar os pés.

“É uma tristeza muito grande, porque conhecer isso aqui, do jeito que a gente conheceu, essa água em cima dos barrancos, e agora ver uma situação dessa, não tem jeito”, afirma o pecuarista Sérgio Firmino do Amaral.

Em São José do Rio Preto, a falta de chuva fez aparecer no meio da Represa Municipal, responsável por abastecer 25% do município, bancos de areia que antes ficavam submersos.

Com o nível abaixo do ideal, pelo menos 80 mil moradores já enfrentam racionamento de água, das 13h às 20h. A situação está obrigando comerciantes a se adaptarem para continuar atendendo os clientes.

“Todos os dias a funcionária chega cedo e armazena água. Em seguida, começa a fazer o processo, a fazer a comida”, diz o Vander Rodrigues, dono de um restaurante.

A mais de 400 quilômetros de Rio Preto, Sorocaba também enfrenta racionamento de água. Pelo menos 50 mil moradores são afetados diariamente pela medida.

Em Araçatuba, A GS Inima Samar fez um apelo à população de Araçatuba para que economize no consumo de água e a utilize de maneira racional durante esse período de seca prolongada e temperaturas diárias acima dos 40 graus. Por causa do forte calor, o consumo de água aumentou em 8% em setembro, o que representa mais 104 milhões de litros em relação ao mês de agosto.

A principal preocupação é com o Ribeirão Baguaçu, que abastece 70 bairros de Araçatuba, onde estão situados cerca de 50 mil imóveis e vivem mais de 120 mil pessoas. O nível do ribeirão está baixando a cada dia e pode prejudicar a captação da água para tratamento nas duas estações do sistema Baguaçu.

O consumo por habitante/dia aumentou de 221 litros no mês de agosto para 239 litros no mês de setembro. Indicador bem acima da média nacional, que é de 154 litros por pessoa ao dia.

Imagem feita nesta sexta-feira (2) mostra a queda d´água, localizada após o ponto de captação, com apenas um filete de água – Foto: Divulgação

Em Salto de Pirapora, o nível da água de uma pedreira abaixou, revelando 15 casos carros e uma moto que estavam submersos. Os veículos passaram por perícia, mas a polícia acredita que tenham sido descartados pelo golpe do seguro.

Foto: Reprodução/ TV TEM

Dicas para economizar água em sua casa:

Praticar o consumo consciente de água não significa deixar de usar esse recurso, e sim repensar suas formas de uso.  Evite o desperdício e reduza o consumo sempre que possível com algumas dicas abaixo.

  • Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes, fazer a barba e ao ensaboar a louça. Essas são algumas atitudes que podem ser tomadas para ter um consumo consciente da água.
  • Tome banhos curtos. Cinco minutos são suficientes para fazer a higienização do corpo e, enquanto você se ensaboa, o registro pode ser fechado. Isso gera uma economia de até 30 mil litros no ano.
  • Se você tiver uma piscina, cubra-a com uma capa quando não estiver usando. As piscinas podem perder até 90% de sua água em um mês por conta da evaporação. Revise sempre a bomba e o filtro, já que o mau funcionamento desses equipamentos aumenta o gasto de água.
  • Use a vassoura para limpar quintal e calçada – uma mangueira ligada por 15 minutos gasta 280 litros de água.
  • Para manter seu carro limpo, prefira o uso de balde e um pano, com isso seu você economia na despesa com a água para aproveitar no seu lazer.
  • Fique atento e conserte eventuais vazamentos na sua casa. Um furo de 2 mm em um cano de uma única residência pode desperdiçar até 3.200 litros de água por dia.
  • Lave a roupa com menos frequência. Junte mais quantidade e lave tudo de uma só vez. Você também pode fazer o reuso dessa água para limpeza de quintais, calçadas e rega de plantas.
  • Converse com seus vizinhos sobre o consumo consciente de água, incentive ações de economia e redução no uso desse bem tão valioso e essencial.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
31