Oi, o que você está procurando?

pandemia

Araçatuba tem mais 10 casos positivos de covid-19 e chega aos 271 pacientes infectados

O município de Araçatuba registrou mais 10 casos positivos e 17 suspeitos de covid-19 nesta segunda-feira (15). Desde o início da pandemia, em março, 271 pacientes foram infectados pelo novo coronavírus, dos quais 151 estão curados, o que equivale a 55,71% dos casos. Até este domingo, eram 261 casos. A cidade tem nove óbitos pela doença e investiga outras quatro mortes que podem ter sido causadas pela infecção.

O número de notificações de casos suspeitos também subiu. Passou de 1.033 para 1.050. Destes, 601 testaram negativo para a doença e 110 aguardam resultado de exames. O primeiro caso de covid-19 foi notificado no dia 16 de março.

Neste segunda (15), a Prefeitura passou a realizar lives em suas páginas oficiais para divulgar os casos da doença no município. A transmissão contou com a participação do prefeito Dilador Borges (PSDB), da secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente, e da chefe da Vigilância Epidemiológica, Priscila Cestaro.

Conforme a secretária, o momento da doença em Araçatuba, região e interior, é de aceleração. “Regiões que antes estavam se sentindo seguras, estão hoje com os comércios fechados porque os casos aumentaram, as internações e a ocupação de leitos também cresceram”, afirmou Carmem.

Ela explicou que a doença é transmitida por meio de gotículas, por isso é importante usar máscara e manter distanciamento mínimo entre as pessoas. Outro alerta é que lavar as mãos com frequência. “Se a pessoa colocar as mãos em local contaminado e as levar ao rosto, pode se contaminar”, disse.

INTERNADOS

Os hospitais da cidade têm 23 pacientes de Araçatuba internados, dos quais dez estão em leitos de enfermaria e 13 em UTI, sendo nove em ventilação mecânica. Nesta segunda, quatro pacientes tiveram alta – desde o início da pandemia, 65 pacientes voltaram para casa após receber tratamento em hospitais.

Conforme boletim da Vigilância Epidemiológica, há outros 221 pacientes em monitoramento ou tratamento domiciliar. Estes são casos leves que não requerem internação. “Todos os casos que têm sintomas respiratórios são notificados. Muitos casos desenvolvem dores nas articulações e de cabeça, mal-estar e cansaço. A notificação chega à Vigilância, que passa a acompanhar os casos”, explicou Priscila.

Segundo ela, os sintomáticos devem ficar isolados em casa por pelo menos 14 dias, porque podem transmitir a doença. Os contatos próximos também são monitorados e devem manter o isolamento pelo mesmo período.

ÓBITOS

Araçatuba tem nove óbitos confirmados da doença. Apenas uma vítima tinha menos de 60 anos, mas era do grupo do risco porque tinha problemas cardiovasculares e obesidade. “Temos que estar atentos com nossos familiares, principalmente com os idosos e com os que estão no grupo de risco, como os que possuem problemas cardiovasculares, pressão alta, diabetes e obesidade”, disse Priscila Cestaro.

Segundo a secretária, o fim de semana foi difícil. “Tivemos quatro óbitos suspeitos, dos quais um tem menos de 60 anos. Qualquer pessoa pode pegar o vírus, mas quem vai morrer é quem tem maior risco, os idosos e os que têm comorbidades”, alertou.

SINTOMAS

Conforme Carmem, é preciso prestar a sintomas como cansaço, dor no corpo, perda de olfato e paladar, febre, coriza. “Se aparecerem estes sintomas, procure o serviço de saúde para ser avaliado”, afirmou.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!