Oi, o que você está procurando?

Cooperação

Igreja Amor e Cuidado, de Araçatuba, suspende cultos presenciais

Iniciativa partiu do pastor Marcelo Toschi, diante do aumento das internações nos leitos hospitalares da cidade, e vale por tempo indeterminado

Imagem feita antes da pandemia de Covid-19, quando a igreja recebia perto de 10 mil pessoas por semana

Com o agravamento da pandemia e a ocupação quase no limite dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), a Igreja Amor e Cuidado, de Araçatuba, decidiu suspender todos os cultos presenciais por tempo indeterminado. As celebrações on-line continuarão sendo realizadas pelas redes sociais da igreja.

A iniciativa foi do pastor Marcelo Toschi, para cooperar com a diminuição da circulação de pessoas, tendo em vista a situação em que se encontram os hospitais do município, que estão à beira de um colapso. “Havendo a redução da contaminação, vamos reavaliar a retomada dos cultos presenciais”, disse.

A igreja, que tem espaço para pouco mais de 2 mil pessoas, vinha funcionando com 30% de sua capacidade e a adoção dos protocolos sanitários, como distanciamento entre os fiéis, aferição de temperatura na entrada e disponibilização de álcool em gel.

A igreja realizava os cultos presenciais às terças, sábados e domingos e, eventualmente, às sextas-feiras, durante a pandemia. “Mesmo quando liberaram o funcionamento das igrejas, nós reduzimos a presença dos fiéis, dando ênfase para as cultos on-line e reduzindo o tempo das celebrações”, explicou o pastor.

Agora, os cultos serão exclusivamente on-line, sem a presença do público. Eles serão transmitidos às terças, às 20h; aos sábados, às 19h, e aos domingos, em dois horários, às 9h30 e às 19h.

“A gente vê falha no que diz respeito à administração do governo estadual, que abriu hospitais de campanha e depois fechou, mas cremos e confiamos que Deus está no controle de todas as coisas. Com fé, oração e motivação, vamos atravessar esse momento difícil”, disse o pastor.

Ele disse que tem procurado atender as pessoas nesta situação crítica da saúde. “Muitos enfrentam o medo, o que afeta até a imunidade”, concluiu.

O prefeito Dilador Borges (PSDB) agradeceu a iniciativa, consciência e responsabilidade do pastor. “Vivemos em um momento muito difícil, mas podemos exercer nossa fé na segurança de nossa casa. Estamos em um momento onde não conseguimos comprar insumos, na eminência de faltar oxigênio, temos que pensar na saúde, e essa responsabilidade não pode ficar só na mão do poder público, cada um pode colaborar, e essa inciativa do pastor vai ajudar muito nossa sociedade”, afirmou.

MP

Na tarde dessa terça-feira (9), a Procuradoria-Geral de Justiça recomendou ao governador João Doria (PSDB) a suspensão de missas, cultos e demais atividades religiosas durante a fase vermelha do Plano São Paulo, que vai até 19 de março, inicialmente.

O chefe do Centro de Contingência da Covid-19, médico Paulo Menezes, disse que a suspensão do funcionamento das igrejas é uma das medidas que estão sendo avaliadas pelo governo.

São estudadas também outras medidas para restringir ainda mais a circulação de pessoas no Estado, na tentativa de diminuir a infecção pelo novo coronavrísu e evitar o colapso nos hospitais. A expectativa é de que isso seja anunciado nesta quinta-feira (11) pelo governador.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
29