Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

Consulado do Japão doa micro-ônibus ao Hospital Ritinha Prates

Veículo conta com seis lugares adaptados para cadeirantes, mais cinco lugares para acompanhantes, e já está sendo utilizado para passeios externos, sem paradas

O Consulado Geral do Japão em São Paulo entregou formalmente ao Hospital Neurológico Ritinha Prates, de Araçatuba, um micro-ônibus para o transporte dos usuários da entidade.

A cerimônia ocorreu de forma virtual e contou com a participação do Cônsul Geral no Estado, Ryosuke Kuwana, da presidente da Associação de Amparo ao Excepcional Ritinha Prates, Vanilda Maria Barboza (Vanda), assim como do presidente e do vice-presidente da Associação Cultural Nipo Brasileira Araçatuba, Hideto Honda e Kazoshi Shiraishi, respectivamente.

O micro-ônibus está no Ritinha Prates desde o segundo semestre do ano passado, sendo que a cerimônia oficial de doação acabou sendo adiada por causa da pandemia da Covid-19.

Em contrapartida, a entidade construiu uma cobertura na garagem, para a proteção do veículo. A doação ocorreu por meio do Programa de Assistência a Projetos Comunitários e de Segurança Humana, mantido pelo consulado. O Cônsul Geral elogiou a atuação da entidade no acolhimento e tratamento dos usuários.

A presidente da Ritinha Prates comenta que anteriormente a entidade contava com uma van com apenas quatro lugares adaptados, o que limitava muito a realização de passeios, consultas e terapias externas, por conta do número reduzido de lugares para usuários e acompanhantes.

“Desde o ano passado, o micro-ônibus já vem proporcionando mais conforto aos nossos usuários, pois vem sendo utilizado para passeios, sem paradas externas, por conta da pandemia, o que ajuda a quebrar a pesada rotina do tratamento. Além do mais, ele também contribui com a redução de custos, pois o número de saídas com veículos passa a ser reduzido”, explica Vanda.

O contato da Ritinha Prates com o consulado foi intermediado por representantes da Associação Cultural Nipo Brasileira Araçatuba e da Federação das Associações Culturais Nipo Brasileiras da Noroeste.

Ritinha Prates

Sem fins lucrativos, a Associação de Amparo do Excepcional Ritinha Prates (AAERP) existe desde 1977, trabalha na área da saúde e inclusão social, por meio do hospital, com a prestação de serviços especializados a pessoas com deficiências neurológicas profundas e irreversíveis. Atualmente, atende 60 usuários internos.

A entidade também é a mantenedora do Centro Especializado em Reabilitação III – Ritinha Prates (CER III Ritinha Prates), que presta cerca de 500 atendimentos por mês.

Entre os valores da associação, que atende exclusivamente por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), usuários de 40 municípios vinculados ao DRS-2 (Departamento Regional de Saúde), está o tratamento humanizado, além do respeito a conceitos éticos, morais, ambientais e filantrópicos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
47