Oi, o que você está procurando?

dando trabalho

Homem que ateou fogo em três motos agora é acusado de ameaçar atear fogo em mulher e de furto

Ele ameaçou jogar gasolina e atear fogo em uma comerciante que trabalha com materiais recicláveis e nesta quinta-feira (18) furtou um carro no bairro São José

Um desempregado de 44 anos que ateou fogo em três motos de vigilantes na madrugada do último dia 10 no bairro Vilella, zona norte de Araçatuba, continua aprontando. Na quarta-feira (17) ele ameaçou jogar gasolina e atear fogo em uma comerciante que trabalha com materiais recicláveis e nesta quinta-feira (18) furtou um carro no bairro São José.

A ocorrência mais recente envolvendo o desempregado M.N.F., conhecido como Márcio do Vilella, foi na tarde desta quinta-feira. Policiais militares faziam patrulhamento pelo São José na madrugada desta sexta-feira quando foram abordados por uma mulher e um homem.

Eles relataram que o homem, um autônomo de 58 anos, colocou seu carro, um Monza ano 91, a venda. Por volta das 16h um homem foi ver o carro e pediu para experimentar. Ele saiu com o veículo e não ternou mais. Posteriormente a vítima ficou sabendo que o homem é o desempregado que ateou fogo na moto de três vigilantes na semana passada, no bairro Vilela.

Os policiais realizaram diligências e encontraram o acusado, que foi indagado a respeito do veículo. O desempregado informou que havia deixado o veículo na avenida Água Funda onde afogou e não quis funcionar mais devido a um problema de bateria. O carro foi localizado e depositado à vitima.

Ameaça

No dia 17 de janeiro este mesmo desempregado foi acusado de ameaça por uma comerciante de 47 anos. Ela registrou um boletim de ocorrência e relatou que possui um estabelecimento de aquisição de material reciclado, onde o desempregado apareceu com várias pedaços de fios, e repentinamente começou a queimá-los no meio da rua, pegando pedaços de papel do barracão.

Depois o homem passou a depredar um móvel que estava para doação, e jogar parte dele para queimar os fios, no momento em a vítima reclamou pedindo para que ele parasse, além de alertar que o fogo estava aumentando. A comerciante acionou a guarda municipal, e quando uma equipe chegou, o acusado começou a investir contra os GCMs.

Quando ele soube que a comerciante é quem havia acionado a guarda, foi até ela e disse, “eu vou comprar gasolina ali na esquina e vou tocar fogo em você”, e ficou pelas imediações. Mais tarde a PM também compareceu ao local e recomendou que a comerciante registrasse o boletim de ocorrência, até mesmo pelo fato do homem ter sido o mesmo que na semana anterior havia ateado fogo em três motos.

Incêndio

Na madrugada do último dia 10 este desempregado ateou fogo na moto de três vigilantes noturno. E o motivo foi o fato dele se sentir irritado com o apito dos vigias. Na ocasião o homem havia sido detido em flagrante por policiais militares, mas porteriormente foi colocado em liberdade.

O caso aconteceu na rua contabilista Antônio de Souza Lima. O acusado saiu de casa, transtornado, e parou um vigilante de 27 anos que estava com uma CG Titan, 2007, prata, e foi para cima dele com uma barra de ferro, atingindo um golpe que amassou o tanque.

Uma das vítimas, o vigilante Sandro Pereira da Silva Marques, 22 anos, que tem uma Honda Pop, ano 2015, preta, contou à reportagem do Regional Press que na sequência ele e um vigilante de 51 anos, que tem uma Titan 2009 cinza, foram dar apoio ao colega.

Ele disse que quando os três estavam pelo local o acusado abriu o tanque da moto do vigilante de 27 anos e molhou um pedaço de pano com a gasolina. Depois passou o combustível nas três motos e ateou fogo. Segundo Marques, além de ser grande e forte, o homem estava armado com uma faca, uma barra de ferro e um pedaço de pau, o que impossibilitou qualquer reação para evitar o ataque.

A Polícia Militar foi acionada e o acusado ainda tentou resistir. Ele estava transtornado e dizia estar incomodado com o apito dos vigilantes, que o impedia de dormir. O homem foi preso em flagrante mas acabou sendo colocado em liberdade. As motos ficaram completamente destruídas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!