Oi, o que você está procurando?

Retomada na pandemia

Governo de SP deve anunciar na quarta-feira suspensão da fase vermelha aos fins de semana e à noite

Redução na ocupação dos leitos e estabilização na quantidade de óbitos levam governo a sinalizar suspensão das medidas mais restritivas

Segundo Patrícia Ellen, indicadores melhoraram e, se este cenário continuar, Estado fará nova reclassificação do Plano SP já nesta quarta (3)

O governo de São Paulo sinalizou, nesta segunda-feira (1º), que pretende suspender as medidas complementares do Plano São Paulo que colocaram todo o território paulista na fase vermelha aos finais de semana e das 20h às 6h durante os dias úteis.

A suspensão da fase vermelha neste período deve ser anunciada na quarta-feira (3), após redução de 8% no número de internações e estabilização na quantidade de óbitos por Covid-19. A informação foi passada durante coletiva de imprensa nesta segunda, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

Na prática, isso significa que a região de Araçatuba poderá manter todos os estabelecimentos em funcionamento, inclusive aos fins de semana, conforme o que prevê a fase laranja do Plano SP, na qual o município se encontra.

A fase laranja prevê a abertura dos estabelecimentos, inclusive restaurantes, academias e salões de beleza, por até oito horas seguidas e com atendimento de 40% da capacidade. Porém, todos devem encerrar o atendimento presencial às 20h. O consumo local em bares permanece totalmente proibido.

“Houve esforço de muitos e foi registrado um cenário de estabilidade nos óbitos e queda de 8% nas internações, acumulada com a queda de 4% na semana anterior”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen.

Ela destaca que, das 17 regiões do Estado, 13 se mantiveram na mesma situação, com leve melhora. Outras três regiões apresentam tendência de melhora nos indicadores.

A média de ocupação de leitos no Estado hoje é de 68,5%. Antes, as taxas eram superiores a 70%. Conforme o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, na terceira semana epidemiológica do ano, havia um total de 6,8 mil pacientes internados. Hoje, são 5,8 mil hospitalizados no Estado.

Conforme a secretária de Desenvolvimento Econômico, se estes indicadores se mantiverem, o Governo irá revisar as medidas complementares do Plano SP, que colocaram todo o território paulista na fase vermelha no período das 20h às 6h e nos finais de semana dos dias 30 e 31 de janeiro e 6 e 7 de fevereiro.

As medidas geraram manifestações de comerciantes em todo o Estado, já que na fase vermelha só podem funcionar os serviços essenciais, como postos de combustíveis, supermercados, padarias, meios de transporte públicos e óticas.

Bauru

Já a prefeita de Bauru, Suelen Rosim (Patriota) foi duramente criticada pelo governador do Estado, por não seguir as regras do Plano SP. “A prefeita de Bauru faz vassalagem com o presidente e coloca em risco a população da cidade”, afirmou.

Bauru está com 89% de ocupação dos leitos ante os 68,5% da média estadual. “Este é o custo da irresponsabilidade quando não seguem a ciência. Não é o momento de politicagem, mas de seguir as orientações da medicina”, reforçou Patrícia Ellen.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
23