Oi, o que você está procurando?

constatação

Forte mau cheiro tem incomodado moradores de várias regiões de Araçatuba

A reportagem do Regional Press ouviu duas pessoas que também estiveram no local e constataram a origem do odor fétido

Imagem aérea mostra mancha preta no ribeirão Baguaçu nos fundos da estação de tratamento de esgoto

Um forte mau cheiro tem causado muito incômodo a moradores de diversas regiões de Araçatuba, principalmente na zona leste e também bairros próximos ao recinto de exposições Cibas de Almeida Prado. A reportagem do Regional Press apurou que a origem pode ser uma estação de tratamento de esgoto na via Aguinaldo Fernando dos Santos, onde um funcionário que pediu para não ser identificado confirmou que o local vem exalando forte mau cheiro.

O odor não ocorre com frequência, sendo as vezes perceptível pela manhã, mas geralmente aumenta no final da tarde e início da noite, e não é todo dia que pode-se observar o problema. A reportagem do Regional Press ouviu duas pessoas que também estiveram no local e constataram a origem do odor fétido.

Imagens aéreas mostram uma mancha escura no ribeirão Baguaçu, bem na direção onde está situada a estação de tratamento de esgoto, e há indícios de que podem ser resíduos da estação. No entanto, não é possível saber o que seria a causa desta mancha visível do alto, ou se pode haver alguma relação com o forte mau cheiro, que começou a ser sentido com mais intensidade no segundo semestre do ano passado.

O corretor Alex Fontes Xavier mora em um condomínio na zona leste da cidade, e disse que desde o ano passado vem percebendo este forte mau cheiro que segundo ele nem dá para descrever, parecendo uma mistura de esterco. Ele esteve pessoalmente atrás da origem do mal cheiro e descobriu que vem da estação de tratamento de esgoto, inclusive foi em um dia que o cheiro no local estava muito forte.

O zelador Anderson Scanfela conta que sente o cheiro em vários bairros da zona leste, e afirma que entre o Pinheiros, Água Branca e Hilda Mandarino o odor fétido é muito forte. Ele contou à reportagem do Regional Press que também esteve pessoalmente atrás da origem do problema e foi até a estação de tratamento de esgoto, onde já suspeitava que poderia ser a origem do problema, e acabou constatando in loco.

O Regional Press fez um post em sua página do facebook perguntando aos internautas quem estava sentido o mal cheiro e de qual localidade. A postagem teve alcance de mais de 46 mil pessoas e 1,1 mil comentários indicando diversos bairros da cidade, com incidência, coincidentemente, da maior parte dos bairros citados serem os que estão mais próximos a estação de tratamento, como Água Branca, Hilda Mandarino, Pinheiros, Santa Luzia, e pelo outro lado da cidade Jardim Universo, Santana, Seiscentas casas e outros. No entanto, esses foram os bairros mais citados, entre dezenas de bairros que foram mencionados nos comentários.

Entre os internautas, Kamila Ravene postou “Esse mau cheiro vem de um lugar onde faz tratamento de água (no caso seria esgoto) que fica no final da boiadeira próximo ao engenho velho. Esse problema já é antigo, mas agora ficou insuportável”.

Katia Silene postou “Sempre que vem tempo de chuva sobe um cheiro de esgoto horrível aqui no Alto da Boa Vista”.

Ana Paula Moreira da Silva escreveu “Sim zona leste toda!!! Aliás chegando da ponte da Fundadores sentido bairro começa a carniça. Não quero acusar mas acredito que há vazamento de esgoto próximo a ponte! Esgoto despejado diretamente no córrego. Investiguem.

A internauta Larissa Martins relatou que mora em um sítio ao lado da estação de tratamento e afirma que o cheiro é proveniente deste local. Ela disse que já fez uma série de reclamações mas nunca tomaram providencias.

Vanessa Pincelli disse que mora no Pinheiros e sempre aos finais de tarde e começo da noite percebe o forte mal cheiro, que lembra galinheiro e chiqueiro. “Pra jantar precisamos entrar no quarto e fechar a porta porque não dá”.

Cetesb

A reportagem entrou em contato com a Cetesb (Companhia Estadual de Saneamento e Tecnologia Ambiental) de Araçatuba, e recebeu a orientação de que os questionamentos teriam de ser feitos via assessoria de imprensa, em São Paul1,porque os técnicos locais não tinham autorização de atender a imprensa.

No dia 7 de janeiro foi enviado um email para o órgão e no dia 8 foi emitida a seguinte resposta: “Informamos que, técnicos da Agência Ambiental de Araçatuba, da CETESB, farão inspeções na área na tentativa de localizar a fonte de emissão do odor. Caso constatadas irregularidades de ordem ambiental serão adotadas as medidas administrativas cabíveis ao caso”. No entanto, até esta quinta-feira (28) não houve nenhum posicionamento.

Samar

A assessoria de imprensa da GS Inima Samar afirmou desconhecer o problema motivo pelo qual não iria se manifestar em um primeiro momento sobre o caso.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!