Oi, o que você está procurando?

SOLIDARIEDADE

Instituto para Cegos Santa Luzia pede ajuda da comunidade para custear despesas

Assistidos e voluntários do Instituto na festa de Santa Luzia, que dá nome à entidade, em dezembro do ano passado

O Instituto para Cegos Santa Luzia, de Araçatuba, que atende 36 pessoas portadoras de deficiência visual, sendo 11 internos e 25 externos, precisa de ajuda para custear suas despesas mensais, que são de aproximadamente R$ 15 mil.

A instituição, que foi fundada em 1956, é mantida com doações e recursos provenientes de eventos promovidos ao longo do ano.

No entanto, com a pandemia de Covid-19, não pôde realizar as promoções e teve comprometido o recebimento de doações de sócios-contribuintes.

O chá que é realizado anualmente, no primeiro semestre do ano, teve de ser suspenso, e o cobrador que recebia as contribuições suspendeu a atividade no período mais crítico da pandemia. As doações de alimentos que eram feitas diretamente na sede da entidade também foram prejudicadas.

Para arrecadar recursos, o Instituto está realizando uma promoção que irá sortear R$ 3 mil e R$ 2 mil, pela loteria federal, para o primeiro e o segundo prêmio, respectivamente, no dia 19 de dezembro. Cada número custa R$ 20,00 e já está sendo vendido na sede da entidade e também por voluntários.

A meta, segundo o presidente da entidade, Marcelo Bonadio, é arrecadar R$ 20 mil. Retirando os R$ 5 mil da premiação, o Instituto ficará com R$ 15 mil que deverão ser usados para o custeio de novembro.

“A nossa sorte é que estávamos com reforço no caixa antes da pandemia. Caso contrário, não sei como conseguiríamos manter as despesas durante todo esse período”, afirmou Bonadio.

Atividades

Os internos do Instituto recebem alimentação, moradia, atendimento médico e têm todas as necessidades atendidas. Junto com os externos, eles participam de oficinas de artesanato, aulas de informática e braile, além de receberem atendimento psicológico e de assistência social por meio do programa Vagalume, desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Eles participam, ainda, de atividades de orientação e mobilidade; exercícios físicos, música, lazer, cultura e integração social. O Instituto também realiza encaminhamentos nas áreas médica, odontológica, mercado de trabalho, rede de assistência social e demais políticas públicas.

O objetivo é possibilitar à pessoa portadora de deficiência visual condições de desenvolver suas potencialidades, possibilitando maior independência quanto à locomoção, autonomia, capacitação e colocação no mercado de trabalho.

A intenção do presidente do Instituto é aumentar o número de sócios-contribuintes, que hoje são em 60 e garantem R$ 1.500,00 ao mês. A meta, no entanto, é alcançar os R$ 5 mil mensais.

Quem puder contribuir com o Instituto, pode ir até à sede, que fica na Rua Rio Grande do Sul, 23, Jardim Nova York, Araçatuba. O telefone é (18) 3623-6550. As doações também podem ser feitas na conta abaixo:

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!