Oi, o que você está procurando?

hemorragia

Polícia investiga denúncia de maus tratos em castração de cavalo em Birigui

Imagem Ilustrativa / edisciplinas.usp.br

A Polícia Civil registrou um boletim de ocorrência e vai investigar uma denúncia de maus tratos que teria acontecido durante a castração de um cavalo no bairro Tereza Barbieri, em Birigui, nesta sexta-feira (18). O animal teria sido castrado por um homem, que não é veterinário, e apresentou quadro de hemorragia que não estava sendo estancada.

Guardas municipais foram chamados para atender a ocorrência nos fundos de uma mata no bairro Tereza Barbieri, onde encontraram um cavalo com muito sangramento. O médico veterinário da Prefeitura de Birigui, Ricardo Antônio de Oliveira, que esteve no local, solicitou a remoção imediata para a Chácara da Prefeitura, onde passaram a tratar o cavalo tentando estancar o sangramento aplicando medicamentos, mas não estavam conseguindo conter a hemorragia.

O proprietário do cavalo, um calçadista de 43 anos, informou que comprou o referido animal há uns quinze dias, e como iria deixá-lo no sítio de um conhecido, o proprietário exigiu que o cavalo estivesse castrado. Por indicação de amigos, contratou um homem conhecido como “José da Bota”, que não é veterinário e cobrou R$ 130 pelo procedimento.

Ele disse que o homem deu uma injeção antitetânica e um antibiótico, dizendo que esse antibiótico deveria continuar sendo aplicado por mais dois dias. O dono do cavalo ainda declarou que parecia estar tudo normal e não sabe porque denunciaram para a Guarda. Ele se comprometeu a passar os dados e endereço do homem que fez a castração. A Polícia Civil vai investigar o caso e os dois poderão ser indiciados pelo crime de maus tratos contra animais.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
34