Oi, o que você está procurando?

FLAGRANTE

Economista acusado de estupro em Araçatuba é preso novamente, desta vez por violência doméstica

Um economista de 78 anos, ,orador em um edifício residencial no centro de Araçatuba, foi preso na tarde desta quinta-feira (12) acusado pelos crimes de lesão corporal e violência doméstica contra sua companheira, uma dona de casa de 58 anos, com quem mora junto há dois anos e meio. Este mesmo homem havia sido detido em flagrante no dia 15 de maio acusado de estupro de vulnerável contra uma criança de sete anos, filha da mulher que faz faxina em seu apartamento.

De acordo com o boletim de ocorrência, desta vez o homem agrediu fisicamente sua companheira, que acionou a Polícia Militar. Ela disse que mora com o economista há aproximadamente dois anos e meio, sendo que há oito meses está legalmente casada com ele. Ela relatou que vem notando um comportamento estranho no seu companheiro, que entra no banheiro e demora demasiadamente para sair, sempre com o seu celular na mão.

Na manhã desta quinta-feira ela se propôs a ver o que ele fazia. Após almoçarem e tomarem cerveja, a vítima foi assistir televisão e o acusado entrou no quarto. Depois ele foi ao banheiro e a mulher resolveu ver o que estava fazendo, e o viu mexendo no telefone celular.

Ela pegou o telefone das mãos do marido e verificou que ele estava trocando mensagens com uma outra mulher. Quando indagou sobre as mensagens ele se irritou e partiu para cima dela, agredindo-a com socos. A mulher então o ameaçou dizendo que o marido iria precisar dela, se referindo ao fato de ser testemunha de uma acusação de estupro que ele sofreu contra a filha da faxineira de seu apartamento.

A dona de casa ainda disse que não acataria o que o advogado do acusado estava querendo que ela dissesse e que não seria cúmplice das mentiras dele, sendo que o acusado ficou mais irritado ainda, agredindo-a novamente, momento que ligou para a Polícia Militar.

Policiais militares estiveram no local e surpreenderam o acusado tentando sair de carro. O casal foi conduzido à delegacia. A mulher entrou com pedido de medida protetiva contra o acusado. O economista disse que teve uma discussão com a mulher e confessou que, após “perder a cabeça” acabou a agredindo.

ESTUPRO

O economista havia sido preso em flagrante no dia 15 de maio acusado pelo crime de estupro de vulnerável. A vítima é uma criança de sete anos, filha da mulher que faz faxina no apartamento do acusado. Conforme a ocorrência registrada no dia dos fatos, a mulher foi até o apartamento do idoso para buscar uma chave que havia esquecido no local, onde moram o economista e a esposa dele.

A faxineira ficou no saguão do prédio com um filho de cólo, e pediu para a filha, de sete anos, subir de elevador e pegar a chave com o idoso, que estaria esperando por ela. Passado um tempo a menina voltou e saiu do elevador chorando. Ela contou para a mãe que o idoso a beijou na testa e na boca e disse que a amava. A mãe da criança chamou a polícia militar e relatou o ocorrido.

Os policiais conversaram com o acusado, que negou os fatos. Ele declarou que entregou a chave para a criança e apenas deu um beijo no rosto como forma de agradecimento, e negou qualquer ato desrespeitoso.

Os policiais tiveram acesso às imagens do circuito de segurança do hall de entrada do apartamento, por intermédio de um funcionário do edifício, e constataram pelo vídeo que só foi possível ver as pernas de ambos. Pelas imagens dava para se perceber a aproximação frontal do idoso com a menina, mas a câmera captou imagens apenas das pernas.

Em um segundo momento é possível ver a criança correndo de volta para o elevador e esfregando a mão na boca. O idoso foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi preso em flagrante, ficando à disposição da Justiça, mas havia sido colocado em liberdade.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!