Oi, o que você está procurando?

JUSTIÇA

Acusado de atear fogo em concessionária em Araçatuba tem a prisão revogada

Luiz Fernando Sanches Casati de 32 anos foi indiciado pelos crimes de incêndio e ameaça. Mais de 10 carros foram atingidos e destruídos pelas chamas; ele deixou cartas com ameaças.

Por Márcio Zeni – A Justiça revogou a prisão preventiva de Luiz Fernando Sanches Casati, de 32 anos, acusado de incendiar uma concessionária de veículos na avenida Brasília, em Araçatuba (SP). Mais de 10 carros foram atingidos e destruídos pelas chamas. O caso foi registrado em julho de 2019.

Luiz estava preso havia 10 meses no centro de ressocialização de Araçatuba. No entanto, o Tribunal de Justiça entendeu que o acusado não voltaria a praticar outros crimes e também não enxergou o risco de ele fugir ou de não atender os chamados da Justiça para comparecer às fases do processo.

Os desembargadores também alegaram que as testemunhas e o acusado não foram ouvidos pelo juiz e que ainda não há data definida para isso ocorrer. Luiz foi indiciado pelos crimes de incêndio e ameaça.

Imagens

Câmeras de segurança registram o momento do crime. Nas imagens que a TV TEM e o G1 tiveram acesso dá para ver o funcionário jogando um líquido em cima das mesas.

Depois ele volta com um tipo de uma tocha e coloca fogo. Ele chega a abrir as portas e o capô dos veículos para atear as chamas.

Cartas

A polícia começou a investigar se o incêndio era criminoso depois que encontrou cartas deixadas em um local que não pegou fogo na concessionária. Na carta havia ameaças ao gerente e a um funcionário da loja.

Segundo a polícia, pelo menos 10 cartas com o mesmo conteúdo foram encontradas na sala do gerente da concessionária.

O G1 teve acesso a uma foto que mostra o conteúdo da carta. A pessoa que escreve se mostra descontente com o atendimento da concessionária, especialmente do gerente, e faz ameaças.

Além de ofender o funcionário, o autor da carta diz que tentou avisar que de os atos teriam consequências.

A carta diz ainda para o gerente tratar os clientes com educação. “Saiba que você tem de tratar as pessoas, no mínimo, com educação, e nem isso sequer você sabe proporcionar.”

O autor da carta também faz ameaças a um instalador de acessórios. Ele termina pedindo desculpa para a empresa. “Meus mais sinceros votos de condolências à marca que nada tem a ver com isso.”

Incêndio

O incêndio foi registrado na madrugada do dia 13 de julho. De acordo com os bombeiros, 12 carros foram atingidos pelas chamas.

A loja fica na Avenida Brasília, uma das principais da cidade, e pegou fogo por volta das 5h, segundo os bombeiros. A parte atingida foi a de venda de veículos.

As chamas se alastraram rapidamente e os carros ficaram totalmente destruídos, mas a área de manutenção que fica ao lado não foi danificada.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!