Oi, o que você está procurando?

contradição

Menino de 12 anos fica gravemente ferido após suposta queda de árvore, em Penápolis

Imagem Ilustrativa

Um menino de 12 anos, que é portador de deficiência e estuda na Apae de Penápolis, foi encontrado caído, com ferimentos graves no rosto, após uma suposta queda de árvore. Uma médica que atendeu o menino em Araçatuba chegou a explicar que as lesões estavam estranhas e eram compatíveis com lesões provocadas por agressão, e não por queda de árvore.

De acordo com o boletim de ocorrência, o menino estava em casa, na rua Evaristo Vaz de Arruda, no bairro Norte, em Penápolis, na companhia de um amigo, que também estuda na Apae. Em determinado momento uma pipa caiu na casa da vítima e o amigo a pegou.

Na sequência, um garoto foi acompanhado do pai e de outros dois rapazes até a residência da vítima pedir a pipa, mas o amigo do menino não quis devolver. De acordo com a mãe da vítima, uma dona de casa de 33 anos, depois de um tempo o filho saiu com o amigo para a rua, para soltar a pipa que encontraram.

A mãe ainda relatou que depois de uma hora que o filho e o amiguinho saíram de casa, ela foi avisada por uma vizinha que o garoto havia caído de uma grande árvore. A mãe foi até o local, onde, segundo ela, vizinhos afirmaram que o menino havia caído da árvore, onde havia tentado pegar uma pipa. Ele estava acordado, porém transtornado devido aos ferimentos. Na árvore não havia nenhuma pipa e a mãe estranhou as alegações.

O pai do menino chegou ao local e tentou questionar o porque ele teria saído de casa. Neste momento, segundo a mãe, o menino estava transtornado, pedia para sair do local e também estava pedindo água. Uma unidade de resgate, que havia sido acionada por vizinhos, levou o garoto até o pronto-socorro de Penápolis, onde uma médica constatou que ele estava com fratura no rosto e provavelmente teria caído mesmo de uma árvore.

Devido à gravidade dos ferimentos ele foi transferido para a Santa Casa de Araçatuba, onde a medida que prestou atendimento estranhou as características dos ferimentos e pediu outros exames, explicando que as lesões não estavam compatíveis com queda de árvore, mas sim de agressão.

A assessoria de imprensa da Santa Casa informou que o menino segue em atendimento de Urgência e Emergência. Ele sofreu fratura de face  e passará por cirurgia da especialidade buco-maxilo-facial. O quadro clínico é estável.

A Polícia Militar em Penápolis não foi acionada, mas em Araçatuba o Hospital acionou a Polícia, que registrou o boletim de ocorrência. A Polícia Civil vai investigar o caso. O menino passou por exame no IML (Instituto Médico Legal), onde o médico legista que fez atendimento explicou que o laudo seria feito de forma indireta.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
43