Oi, o que você está procurando?

SAÚDE PÚBLICA

Médico Sérgio Smolentzov assume Departamento Regional de Saúde de Araçatuba

Sua nomeação foi publicada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial do Estado

O médico nefrologista e intensivista Sérgio Smolentzov é o novo diretor do Departamento Regional de Saúde de Araçatuba (DRS-2), ligado à Secretaria de Estado da Saúde. Sua nomeação foi publicada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial do Estado, e foi assinada pelo governador em exercício Rodrigo Garcia (DEM).

Smolentzov deixou o cargo de diretor técnico da Santa Casa de Araçatuba em janeiro deste ano. Depois, se dedicou a fazer cursos de gestão em São Paulo e a prestar consultoria em hospitais.

Segundo o médico, ele recebeu o convite para assumir a DRS-2 e esteve na Secretaria de Estado da Saúde no início de novembro, quando passou por entrevista e assinou documentos. Sua nomeação era aguardada desde o mês passado.

Para ele, o desafio maior do cargo é aumentar o atendimento à população do Sistema Único de Saúde (SUS). “Toda discussão que a gente ouve é que o SUS dá prejuízo, mas temos que mostrar que há condições de defender o Sistema”, afirmou.

Ele disse, ainda, que sua meta é agilizar o atendimento a população, já que com a crise econômica, muita gente migrou dos convênios particulares para o SUS. “Oitenta por cento da população está no SUS e o Estado está muito preocupado em garantir este atendimento”, disse.

EXONERAÇÃO

Smolentzov substitui Claudineia Cecília da Silva, que estava afastada do cargo desde agosto deste ano, após a operação #Tudonosso, da Polícia Federal, que investiga possíveis desvios de recursos da Prefeitura de Araçatuba por meio de empresas ligadas ao empresário e sindicalista José Avelino Pereira (PSB), o Chinelo.

A exoneração de Claudineia do cargo de diretora também foi publicada nesta sexta-feira. Segundo a PF, ela é ex-mulher de Chinelo, apontado pela Polícia Federal como chefe da organização criminosa alvo da operação.

Ela, que é funcionária de carreira do Estado, havia sido nomeada em 2018 pelo ex-governador Márcio França (PSB) e mantida pelo governador João Doria, segundo a PF, a pedido do prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB).

Desde o afastamento de Claudineia, quem vinha comandando o DRS-2 era Cláudia Monteiro Ferrazzi Ferreira, de São José do Rio Preto.

 

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!