Oi, o que você está procurando?

Guararapes (sp)

Justiça decreta prisão preventiva de marido que matou mulher estrangulada

Ana Cláudia foi morta neste sábado (30) na casa onde morava com o marido e os filhos. Suspeito fugiu, mas acabou preso em matagal pela polícia.

A Justiça decretou a prisão preventiva do marido suspeito de matar a mulher estrangulada neste sábado (30) em Guararapes (SP). Em uma audiência de custódia neste domingo (31), a prisão em flagrante foi alterada para preventiva.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a decisão foi tomada baseada no artigo 312 do Código de Processo Penal, que diz que “prisão preventiva poderá ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal, ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria”.

O suspeito Felipe Carvalho foi preso no sábado (30) depois de ser encontrado em um matagal em Guararapes. Ao ser preso, ele confessou para a Polícia Militar que matou a mulher Ana Cláudia de Melo, de 27 anos.

Ana Cláudia foi encontrada morta na madrugada de sábado. A polícia afirma que os dois moravam juntos, chegaram a se separar, mas reataram o relacionamento. A família afirma que o casal brigava muito.

O crime aconteceu na casa onde a vítima morava com os pais, o marido e dois filhos pequenos de 3 e 5 anos, no bairro Francisco Antoniolli. As crianças não estavam no local na hora do crime.

Para a polícia, a mãe da vítima afirmou que o casal passou a sexta-feira (29) juntos e ficaram bebendo até as 2h. Na manhã deste sábado, a mãe percebeu que alguma coisa errada tinha acontecido porque as portas da casa estavam abertas.

Ela foi até o quarto da filha e já encontrou a jovem sem vida. Ana Cláudia de Melo tinha marcas de estrangulamento e violência sexual.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!