Oi, o que você está procurando?

atualizada às 18h51

Homem é baleado pela PM no Manoel Pires; havia drogas e arma no local

A vítima é investigada em uma tentativa de chacina que aconteceu no bairro Atlântico, em 2018, e teria reagido a abordagem policial

Fotos: Alex Mesmer/Fabio Ishizawa - Regional Press

Um homem foi baleado por policiais militares da Força Tática durante uma ação no bairro Manoel Pires, zona norte de Araçatuba, na tarde desta quarta-feira. O baleado era procurado pela justiça e apontado como um dos responsáveis por uma tentativa de chacina em 2018, no bairro Atlântico. Foram apreendidas drogas e uma pistola com dispositivo para rajadas.

De acordo com o capitão Renê Rodrigues, comandante da Força Tática, os policiais foram até o local, uma chácara na rua José Barbosa dos Santos, no bairro Manoel Pires, com a denúncia de que estaria ocorrendo o tráfico de drogas e havia um homem procurado pela Justiça.

Quando a equipe chegou ao local um dos policiais observou por cima do muro o indiciado embalando drogas. Ao ver o PM ele saiu correndo para o interior da propriedade portando uma arma. Foi acionado reforço policial e homem resistiu a abordagem, segurando uma pistola 9 milímetros em punho.

Ele se recusou a soltar a arma e um dos policiais deu dois tiros de advertência, atingindo de raspão o rosto do homem, que foi socorrido por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e levado ao pronto-socorro da Santa Casa.

Rajada

A arma que ele estava portando era uma pistola 9 milímetros com dispositivo para rajada, e um carregador com 30 munições. Segundo a PM, a arma funciona como uma mini-metralhadora, com capacidade para disparar 10 tiros em apenas 3 segundos.

Drogas

No local os policiais encontraram grande quantidade de drogas, como maconha, crack e cocaína. Com apoio de um cão farejador do canil do 12º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) os policiais também encontraram drogas enterradas no quintal da propriedade. Todo o material está sendo apresentado no plantão policial.

Procurado

O homem baleado é procurado pela Justiça e apontado como um dos autores de uma tentativa de chacina em agosto de 2018 no conjunto habitacional Atlântico, quando cinco pessoas, incluindo duas crianças, foram baleadas.

As vítimas da tentativa de chacina foram a auxiliar de enfermagem M.A.F. de A. na época com 52 anos, o eletricista F.W.T. da C., 23 anos (que tem passagem por tráfico), a mulher dele, a dona de casa E.B. 33 anos, o filho dela, V.H.B., 13 e o filho do casal de apenas cinco anos, I.M.B.

Dois homens de moto se aproximaram repentinamente das mulheres e chegaram atirando. Uma delas foi atingida na axila e outra no tórax. O adolescente levou um tiro no pé e acriança foi atingida no quadril, de raspão.

Em seguida os criminosos arrombaram a porta da casa e foram até o quarto onde o eletricista havia se trancado, e começaram a efetuar vários tiros em direção a porta, acertado um tiro na axila direita e outro que atravessou o braço direito da vítima. Ninguém morreu.

Mesmo calibre

A pistola calibre 9 milímetros encontrada com o home baleado pela PM é do mesmo calibre da arma usada que atingiu as cinco pessoas em 2018 no Jardim Atlântico. A perícia esteve no local. A Polícia Civil vai investigar se a arma apreendida nesta quarta-feira é a mesma que foi utilizada na tentativa de chacina no Jardim Atlântico.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!