Oi, o que você está procurando?

Política

PSL muda de comando em Araçatuba com nomes ligados a Dilador

Sigla saiu das mãos do ex-vereador e sindicalista Denilson Pichitelli e voltou para o fiscal de rendas aposentado e advogado Sérgio Luiz Storti

Sérgio Luiz Storti é o novo presidente do partido e assume também a coordenação regional da sigla - Foto: Divulgação

O PSL (Partido Social Liberal) em Araçatuba mudou novamente de mãos, pela terceira vez, em um período de oito meses. A sigla, que até então era presidida pelo ex-vereador e sindicalista Denilson Pichitelli, volta para o comando do fiscal de rendas aposentado e advogado Sérgio Luiz Storti, que também será responsável pela coordenação regional do partido.

Storti disse que pretende visitar mais de 60 municípios da região de Araçatuba e reestruturar o PSL para as eleições de 2022. Em Araçatuba, o partido tem mais de 500 filiados, mas será necessário fazer um recadastramento para atender a legislação eleitoral.

Outra meta é buscar novos filiados. Segundo ele, a cada 1.000 novos filiados, o diretório será presenteado pelo comando estadual, campanha esta que terá início no mês que vem.

Storti havia assumido o partido em Araçatuba em setembro do ano passado, após uma articulação para que a sigla apoiasse a candidatura a reeleição do prefeito Dilador Borges (PSDB). Pichitelli, que defendia uma coligação com o candidato Cido Saraiva (MDB) ou uma candidatura própria ao Executivo, acabou destituído do cargo.

Após as eleições, o ex-vereador conseguiu o partido de volta este ano, mas acabou perdendo o comando da sigla novamente para Storti, que é amigo pessoal de Luciano Bivar, presidente nacional da sigla, e acompanhou o presidente estadual, deputado federal Júnior Bozzella, em visita à região de Araçatuba, nesta quarta-feira (12), inclusive ao gabinete do prefeito Dilador Borges.

Storti já foi filiado ao PFL (atual DEM) e ao PSDB, atuando nos bastidores da política local. Além dele, a nova composição do partido é formada nomes ligados ao prefeito de Araçatuba.

São eles João Carlos Corrêa, o Chocolate (vice-presidente), Celso Gatto Júnior (secretário-geral), Marcelo Mazzei (tesoureiro-geral), além de Luís Fernando Gonçalves, Ricardo Paiva Ribeiro Reis e Vinícius Matheus Brandão, como membros.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!