Oi, o que você está procurando?

Interior de SP

Justiça reduz pena de responsável por matar menina de 12 anos

O crime aconteceu em junho de 2018, em Araçariguama, no interior de São Paulo

Vitoria Gabrielly foi morta em junho de 2018

A Justiça de São Paulo reduziu de 34 para 23 anos e 4 meses a pena de Júlio César Ergesse, acusado de assassinar Vitoria Gabrielly, de 12 anos. O crime aconteceu em junho de 2018, em Araçariguama, no interior de São Paulo.

Willian Roberto de Campos, relator do caso, e o desembargador Ricardo Sale Junior foram favoráveis à decisão que reduziu em quase 11 anos a pena do acusado. Apenas o desembargador Claudio Marques votou contra a redução da pena.

O pedreiro foi condenado em 2019. Sua pena inicial seria de 34 anos em regime fechado. Em junho de 2018, a vítima desapareceu após sair para andar de patins e foi encontrada oito dias depois, em um matagal, às margens de uma estrada rural.

Naquele ano, a Justiça entendeu que a jovem foi morta por engano, em um assassinato encomendado para acertar contas do tráfico de drogas. No dia 21 de outubro, Júlio foi à júri popular. Após 11 horas de julgamento, os jurados entenderam que o suspeito teve papel decisivo no assassinato da garota.


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!