Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

PM prende dupla por extorsão e a vítima por estar procurada por furto

Prisões ocorreram na tarde desta terça-feira (13), em Araçatuba (SP)

Shutterstock

A Polícia Militar prendeu dois homens acusados de extorsão contra um outro rapaz, que também acabou preso por estar foragido da Justiça por furto. A ação ocorreu na tarde desta terça-feira (13), em Araçatuba (SP).

A PM foi acionada para atender uma ocorrência de averiguação de atitude suspeita em um estabelecimento comercial na Rua Aguapeí. A informação era de que três homens estavam no local e que um deles havia pedido para uma funcionária acionar a polícia.

Equipes da PM foram para a loja e abordaram os dois suspeitos de extorsão e a vítima. Com um dos acusados, os policiais acharam o celular da vítima, que estava retido.

Separada dos demais, a vítima contou aos PMs que havia ficado em poder da dupla, após uma noite de festa na casa de um deles, onde houve consumo de drogas na companhia de uma garota de programa.

O rapaz contou, ainda, que o entorpecente havia sido vendido pela mesma dupla e que das 4h as 7h da manhã ficou impedido de deixar a casa se não fizesse o pagamento de R$ 5 mil aos indiciados. A vítima disse que foi ameaçada de morte e que teve o celular confiscado para não se comunicar.

Diante da situação, o rapaz disse que pegaria dinheiro em um caixa eletrônico dentro daquele estabelecimento e foi acompanhado pela dupla. Já na loja, a vítima disfarçou e pediu para  funcionários acionarem a polícia com urgência.

Os indiciados negaram a autoria o crime e informaram que a desavença era em razão de uma dívida de empréstimo. Na casa de um dos envolvidos, a PM apreendeu uma balança de precisão e uma faca com vestígios aparentes de maconha.

Ao consultar  a documentação dos envolvidos, os policiais souberam que a vítima estava procurada por crime de furto e que deveria cumprir pena em regime semiaberto. Os três foram apresentados no plantão da Polícia Civil.

A dupla foi autuada em flagrante por extorsão e a vítima ficou recolhida pela captura de procurado. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela polícia em razão da lei de abuso de autoridade.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!