Oi, o que você está procurando?

INVESTIGAÇÃO

Comerciante é detido com dinheiro e drogas no Porto Real

Na ação foram apreendidos centenas de pinos vazios para embalar drogas, pinos contendo cocaína e mais de R$ 1 mil em dinheiro

Um comerciante de 32 anos foi detido em flagrante no final da tarde desta segunda-feira (12) no conjunto habitacional Porto Real, zona oeste de Araçatuba, por policiais da Dise/Deic (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da Divisão Especializada em Investigações Criminais)  acusado de tráfico de drogas. Na ação foram apreendidos centenas de pinos vazios para embalar drogas, pinos contendo cocaína e mais de R$ 1 mil em dinheiro.

Os policiais foram até o local para cumprir mandado de busca e apreensão expedido pela 3ª Vara Criminal de Araçatuba, e precisaram arrombar um portão social para ter acesso ao interior do imóvel. O comerciante estava na área da frente e se apresentou como morador do imóvel.

De início ele negou que tivesse drogas em sua casa e confessou que comercializava entorpecentes no local há seis meses. Em seguida, disse que se tivesse drogas no imóvel estaria no balcão de um bar que está fechado e fica anexo a residência.

Os policiais vistoriaram o local indicado, onde encontraram quatro pinos contendo cocaína, sendo dois de cor azul e dois de cor roxa. Os policiais também localizaram centenas de microtubos vazios e todos novos que estavam dentro do rack da TV.

Dando prosseguimento as buscas, eles encontraram sob um notebook que estava no balcão do bar, R$750 em dinheiro. No mesmo móvel havia um cofrinho, de tamanho pequeno, com mais R$ 210. Dentro das repartições de uma caixa registradora havia mais R$ 429, totalizando R$1.389.

Indagado pelos policiais sobre a origem do dinheiro, o comerciante informou que parte da quantia era referente à venda de drogas que fazia naquele local e parte proveniente da venda de bebidas, não sabendo fazer a diferenciação.

Os policiais também localizaram um copo de liquidificador, com resquícios de pó esbranquiçado em seu interior e também um pote plástico contendo pó royal. O acusado apresentou aos policiais um simulacro de pistola, de cor preta, grande, que retirou do interior de seu guarda roupas e se limitou a dizer que tinha ela há um tempo em sua casa e era de brinquedo.

O comerciante ficou preso em flagrante à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
30