Oi, o que você está procurando?

TRAGÉDIA

Com Covid, mulher de Guararapes morre 14 dias após dar à luz

A jovem tinha 27 anos e teve de ser submetida a uma cesárea de emergência antes de ser entubada; bebê está na UTI Neonatal da Santa Casa de Araçatuba

Quatorze dias após ser submetida a uma cesariana de emergência, a arquiteta Andressa Grassi, 27 anos, de Guararapes, faleceu na madrugada desta terça-feira (27), na Santa Casa de Araçatuba, vítima de complicações da Covid-19.

O bebê, do sexo masculino, que recebeu o nome de Thomas, permanece internado na UTI Neonatal do hospital. Ele nasceu no dia 13 de abril, dia em que Andressa foi intubada, já em estado grave, devido ao comprometimento de seus pulmões.

Idas e vindas

A arquiteta estava com 27 semanas de gestação e começou a passar mal no dia cinco de abril, com dor de garganta e tosse. Procurou o serviço de saúde de Guararapes e voltou para casa com uma receita de xarope de loratadina e dipirona.

Conforme sua irmã, a professora Fabiana Grassi Dentello, o estado de saúde de Andressa foi se agravando e ela voltou ao postinho mais uma vez. “Ela já estava cansada de tanto tossir e não deram nenhum antibiótico pra ela, porque estava grávida”, conta.

Na sexta-feira (9), Andressa foi ao pronto-socorro da Santa Casa de Guararapes, onde tomou soro e ficou no oxigênio por duas horas, sendo mandada para casa na sequência. No dia seguinte, voltou ao hospital, ficou no oxigênio novamente e retornou para sua residência.

Já no domingo (11), teve de ser levada novamente à Santa Casa e, devido à gravidade de seu estado clínico, foi transferida para Araçatuba. “Como ela estava grávida, só entraram com medicação quando ela foi intubada”, relata a irmã.

Bebê

Antes da intubação, os médicos fizeram a cesária de emergência e Thomas nasceu de 27 semanas, com 1.178 quilos. Segundo a família, o bebê está bem, mas segue internado na UTI Neonatal da Santa Casa de Araçatuba.

“Na quinta-feira (22), ligaram pra gente dizendo que ela havia melhorado, mas na segunda-feira (26), sofreu três paradas cardíacas e, na terceira, não conseguiram reanimá-la”, relata. A irmã recebeu a notícia do falecimento à 1h desta terça-feira.

Família

Outros familiares de Andressa também tiveram Covid. Seus pais, Sônia e José Humberto, foram infectados pelo novo coronavírus. A mãe segue em tratamento domiciliar, mas o pai precisou ser internado nesta terça-feira (27), na Santa Casa de Guararapes. Já uma de suas irmãs, Angélica, segue internada em um hospital de São José do Rio Preto.

“Infelizmente minha irmã Andressa Grassi, faleceu. A nossa bonequinha está nos braços de Deus”, disse a irmã Fabiana.

Andressa é a 64ª vítima da Covid-19 em Guararapes, que contabiliza 2.420 casos positivos da doença desde o início da pandemia.

Hospital

Segundo a Santa Casa de Guararapes, a paciente não apresentava quadro clínico que justificasse internação nas duas primeiras vezes que procurou atendimento. Segundo o administrador do hospital, Daniel Cunha, ela somente apresentou sinais de baixa saturação na terceira ida à Santa Casa, quando foi solicitada uma vaga de UTI, sendo transferida para Araçatuba.

 

  • Matéria atualizada às 20h58 desta terça-feira (27).

 

 

 

 


Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
31