Oi, o que você está procurando?

Até 24 anos

Réus são condenados por homicídio cometido na penitenciária de Lavínia

Júri ocorreu em igreja por falta de estrutura no Fórum

Foto: Getty Images / BBC News Brasil

A pedido da Promotoria de Justiça de Mirandópolis, a Justiça condenou três homens pelo assassinato de Marcos Caliese Pinheiro. Marcos Douglas Lino de Araújo, Edgard José de Souza Filho receberam pena de 24 anos de prisão cada, enquanto Felipe Furlani foi sentenciado a 18 anos, todos em regime inicial fechado.

O promotor de Justiça Rafael Salzedas Arbach relata na denúncia que, no dia 26 de março de 2018, na Penitenciária I da cidade de Lavínia, os réus se dirigiram à vítima com o intuito de resolver pendências pessoais que tinham entre si. Agindo de forma a dificultar a defesa de Pinheiro, os réus o agrediram e asfixiaram até a morte. A vítima foi, em seguida, amarrada pelo pescoço em um ganho fixado à parede.

A sessão do Plenário do Júri, que teve atuação do promotor Willian Ortis Guimarães, foi realizada no Salão Paroquial da Igreja Matriz João Batista, em Mirandópolis, tendo em vista que o prédio onde funciona o Fórum local não conta com condições estruturais adequadas.

Segundo Guimarães, o novo imóvel para sediar o Judiciário em Mirandópolis está pronto desde 2016, mas ainda não foi inaugurado por pendências nas obras de acesso viário. Ainda de acordo com o membro do MPSP, reunião entre autoridades da comarca e a Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania está marcada para acontecer em 10 de março, com o intuito de debater soluções para o problema.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
30