Oi, o que você está procurando?

No frigorífico

Polícia Civil incinera quase 3 toneladas de maconha apreendida pelo TOR

A incineração foi feita no sistema de abastecimento de uma caldeira

A Dise/Deic (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da Divisão Especializada em Investigações Criminais) incinerou na manhã desta terça-feira os 2.790 quilos de maconha apreendidos na quarta-feira passada  (17) por policiais do TOR (Tático Ostensivo Rodoviário) na rodovia Elyeser Montenegro Magalhães, em Araçatuba.

Os policiais civis levaram toda a carga da droga na manhã desta terça-feira (23) para um frigorífico em Andradina, e a incineração foi feita no sistema de abastecimento de uma caldeira. Em pouco tempo toda a droga havia sido incinerada. Por questões de segurança a operação foi sigilosa.

A apreensão

Toda a droga incinerada nesta terça-feira havia sido encontrada em 240 fardos escondidos sob uma carga de farelo de soja em um caminhão que estava estacionado na rodovia Elyeser Montenegro Magalhães, próximo a ponte do rio Tietê. Dois homens conversavam próximo ao caminhão, sendo que um deles era o motorista e o outro estava em um Gol preto, com placa de Pratânia.

Durante a abordagem os homens entraram em contradição. O motorista do caminhão não soube precisar o destino de sua viagem. A carga de farelo de soja tinha nota fiscal. Diante das contradições os policiais decidiram fiscalizar a carga, e acabaram encontrando debaixo do farelo de soja, 240 fardos com tijolos de maconha.

O motorista do caminhão e o outro homem, suspeito de estar atuando como batedor, foram presos em flagrante. O motorista disse que havia pernoitado em um posto de combustíveis e alegou que não sabia como a droga tinha sido escondida em seu caminhão. Cada fardo encontrado no meio da carga tinha entre 17 e 20 tijolos de maconha.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
41