Oi, o que você está procurando?

ARAÇATUBA

Idosa está no pronto-socorro há nove dias, à espera de um leito de hospital

Outros 19 pacientes estão no PSM aguardando vagas na Santa Casa de Araçatuba, que opera, hoje, acima de sua capacidade.

A família da idosa Maria Lúcia de Jesus Buono, 65 anos, está desesperada. A mulher foi diagnosticada com Covid-19 e está no pronto-socorro municipal há nove dias, à espera de um leito de hospital, mas não há vagas. Outras 19 pessoas estão nesta condição, uma delas em ventilação mecânica. No entanto, não há leitos disponíveis na Santa Casa de Araçatuba, que opera acima de sua capacidade.

Relatório do Departamento Regional de Saúde aponta que, nessa quinta-feira (18), os 62 leitos de enfermaria do hospital estão ocupados. Na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que tem 25 leitos, tem 26 pacientes. O drama da idosa Maria Lúcia teve início na quarta-feira (10), quando foi levada ao pronto-socorro com falta de ar.

No domingo (14), chegou a ter alta médica, mas ficou apenas uma hora em casa e voltou a passar mal com falta de ar, tendo de voltar ao PSM, pois sua saturação estava baixa.A filha da idosa, a dona de casa Rosemary Buono, 47 anos, está angustiada. “A gente se sente sem chão. É muita angústia e medo do que o pior aconteça”, afirma. “Nós, filhos, ficamos de mãos e pés atados”, completa.

Para piorar a situação, a idosa está com câncer de mama e tinha consulta marcada no Hospital de Amor de Jales para o próximo dia 25. Ela também sofre de depressão. O pronto-socorro municipal se equipou com 13 leitos e 13 poltronas, para atender os pacientes que precisam de atendimento médico e não podem ser liberados para casa.

No caso de Maria Lúcia, sua saturação está baixa e ela precisa ser transferida para a Santa Casa para fazer uma tomografia, que irá apontar se há comprometimento de seus pulmões, e receber atendimento em um leito clínico.
“Nós somos muito bem tratadas no pronto-socorro, os profissionais são incríveis, mas temos muito medo dessa demora em transferir minha mãe para a Santa Casa”, diz a filha Rosemary.

Segundo Rosemary, a mãe chegou a ser colocada em uma ambulância do Samu para ser levada ao hospital, mas depois, retornaram ao PSM. No pronto-socorro, os profissionais utilizam a regulação interna do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Como não há vagas na Santa Casa, os médicos encaminham os pacientes de acordo com a gravidade do quadro clínico, ou seja, os mais graves têm prioridade na transferência.

No sábado (13), a dona de casa Jane Márcia Pereira Porto, 46 anos, faleceu no PSM, à espera de um leito de hospital. Ela também tinha Covid-19. A Prefeitura de Araçatuba aguarda o plano de trabalho da Santa Casa para implantar dez novos leitos de UTI Covid. O município pretende utilizar a antecipação de parte do duodécimo da Câmara Municipal, no valor de R$ 1,1 milhão, e dará contrapartida de R$ 800 mil para a montagem dos leitos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
41