Oi, o que você está procurando?

aos 26 anos

Thaísa Borges assume titularidade da Delegacia da Mulher de Penápolis

Ela tomou posse no lugar de Maria Salete Cavestré Tondatto, que se aposentou em outubro

A DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Penápolis tem uma nova delegada titular. Assumiu o comando da unidade, na segunda-feira (22), Thaísa da Silva Borges, de 26 anos. Natural de Itapagipe (MG), município com pouco mais de 15 mil habitantes, ela tomou posse no lugar de Maria Salete Cavestré Tondatto, que se aposentou em outubro do ano passado.

Formada em Direito pela UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais) em 2017, é pós-graduada nas áreas de Direito Civil e Processo Civil e Direito Penal e Processo Penal, além de ter cinco artigos publicados. Antes de ser tornar delegada, advogou por aproximadamente três anos, após ser aprovada no concurso da Polícia Civil do Estado de São Paulo em 2019, sendo efetivada em fevereiro do ano seguinte.

Thaísa disse que ainda está tomando conhecimento sobre a atual situação da unidade e que, para este novo desafio, pretende prosseguir com o que já vem sendo feito. “A forma de retribuir a receptividade que tive é com muito empenho e dedicação no combate à violência contra a mulher. Darei o meu melhor para termos um serviço de qualidade à população e adequado às vítimas”, destacou.

Ela frisou que a gestão terá como prioridade ações que visem o apoio às mulheres vítimas, assim como a conscientização da importância da denúncia para o enfrentamento da violência doméstica e familiar. “Pretendo desenvolver um trabalho baseado no diálogo e na troca de experiências, na união entre os servidores, primando sempre pelo respeito e trabalho em equipe”, disse.

A delegada explicou os motivos que a fizeram a ocupar este posto no Estado de São Paulo. “Por haver melhores condições de vida, decidi prestar o concurso nesta área em virtude da nobre função que desempenha o delegado, já que é o primeiro garantidor dos direitos do cidadão e que tem como uma das maiores características a garra”, ressaltou.

Thaísa acrescenta que pretende implantar ações preventivas, entre elas palestras, bem como conhecer os trabalhos que são desenvolvidos pelo poder público municipal, especialmente no acolhimento e atendimento às vítimas. “Falar sobre a violência doméstica é de suma importância. É um trabalho que começa em casa. Precisamos falar com crianças, com a nova geração”, analisou.

Para ela, o fato da delegacia já ser estruturada e contar com viaturas e policias contribuirá com o trabalho que pretende desenvolver a partir de agora. “Venho para acrescentar, contribuir e dar continuidade a esse serviço que já vinha sendo feito”, finalizou. Além da DDM, que fica na avenida Bento da Cruz, ao lado do 1º DP (Distrito Policial), na região central, ela responderá pela unidade de Avanhandava. (Por: Ivan Ambrósio)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
112