Oi, o que você está procurando?

ciúmes

Discussão entre casal por roupa curta acaba com mulher ferida no nariz

Vítima contou que foi agredida pelo marido, que ainda rasgou um short que ela usou momentos antes

Um casal, residente em Barbosa (a 26 km), parou no plantão policial de Penápolis, na madrugada deste sábado (23), após se envolverem em uma briga por ciúmes. O homem disse que discutiu com a esposa por não gostar que ela use roupas curtas rasgando, inclusive, um short.

Policiais militares faziam patrulhamento quando, por volta da 1h30, foram acionados a comparecer em um imóvel na rua Papa João 23, no Centro, onde ocorria um desentendimento familiar. Chegando ao local, encontraram uma mulher de 31 anos chorando na frente da casa e com o nariz sangrando.

Roupa

Ela contou que é casada há oito anos com um auxiliar de mecânico, de 29. Ainda segundo a vítima, o rapaz não é violento, mesmo agredindo-a anteriormente. No início da madrugada, ambos começaram uma discussão por ciúmes quando, em certo momento, o marido a agarrou pelo pescoço, tapando a boca dela, impedindo-a de respirar.

Ele ainda a derrubou, enforcou e bateu a cabeça da mulher no chão. Além do sangramento no nariz, a vítima ficou com marcas no braço e foi ameaçada de morte, tendo de se trancar no quarto até a chegada dos PMs. O auxiliar, que estava no imóvel, foi abordado pela equipe.

Versão

Ele contestou a versão da esposa, alegando que se defendeu das agressões da vítima e que ambos, antes da discussão, estavam na casa de uma amiga dela consumindo cervejas. Quando voltaram, a mulher foi tomar banho, tendo o rapaz aproveitado a oportunidade para pegar o short que ela havia usado, rasgando-o e alertando que não estava de acordo com aquele tipo de vestimenta.

Isso irritou a mulher, que teria partido para cima do marido para agredi-lo e, por isso, ele a agarrou pelos braços. O investigado ainda contou que a vítima tentou escapar e acabou se machucando, o que explicaria o sangramento do nariz. Levados ao plantão policial, a mulher não quis representar criminalmente contra o esposo e recusou as medidas protetivas. Com isso, eles foram ouvidos e liberados. (Por: Ivan Ambrósio)

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!