Oi, o que você está procurando?

Região

Andradina faz parceria com a Apaar para instalar novo abrigo para animais

A associação possui um abrigo para animais que são maltratados ou abandonados pelos donos

O prefeito de Andradina Mário Celso Lopes realizou com membros da Associação Protetora dos Animais de Andradina e Região (Apaar) para tratar da necessidade de implantação de um novo abrigo para animais acolhidos pela entidade.

A entidade é referencia no interior em defesa da causa animal. Há mais de dez anos a Apaar mantem um abrigo para animais instalado em um imóvel no bairro Pereira Jordão onde atualmente existem 40 cães. Recentemente o proprietário pediu o prédio e a entidade tem até o próximo dia 4 de fevereiro para providenciar a mudança.

O objetivo principal do abrigo da Apaar é encontrar uma nova família para os hóspedes. Após a adoção, a associação realiza um a companhamento para saber se os animais estão sendo tratados de forma correta.

Participaram a presidente da entidade, Rosa Maria Nakaguma, a vice Naiane Medeiros, Lívia Mazzotti, Marina Vila, Edmeia Caetano, o secretário de Governo Ernesto Júnior, os vereadores Elaine Voguel, Hugo Zamboni, Lucas Lopes e João Máximo, que é voluntário da causa animal.

“A Apaar vem oferece voluntariamente um importante trabalho para a sociedade na proteção de animais. O trabalho desses voluntários me comove, especialmente porque a grande maioria das suas ações acontecem sem quase nenhum incentivo. A associação possui um abrigo para animais que são maltratados ou abandonados pelos donos e não podemos nos isentar de participar deste nobre gesto, comentou Mário Celso.

Mário Celso determinou estudos para encontrar um prédio do município que possa servir a finalidade de ser o novo abrigo, com a parceria e assistência do município.  O prefeito aproveitou o espaço para anunciar a ativação do castramóvel para breve e também sobre a ampliação do atendimento no setor.

Por que a APAAR existe?

Para envolver e sensibilizar a população em relação aos problemas de abandono, maus-tratos e reprodução sem controle. O seu objetivo é conscientizar a sociedade sobre o quão fundamental é respeitar e proteger a vida animal, e também tornar mais frequente o acionamento, pela própria população, das autoridades públicas competentes no combate aos crimes relacionados com a causa.

Eles atuam resgatando animais abandonados em situações de dor e sofrimento. “Cuidamos, castramos (prioritariamente fêmeas) e recolocamos esses animais em famílias amorosas e responsáveis, que são escolhidas por meio de entrevistas e preenchimento de termo de adoção. Buscamos dar às vítimas de maus-tratos uma chance de ter uma vida feliz. Nosso abrigo acolhe apenas velhinhos e deficientes que, muitas vezes, não conseguem um lar”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!