Oi, o que você está procurando?

FLAGRANTE

Homem é preso acusado de sequestrar e agredir a namorada em Araçatuba

A PM foi acionada por vizinhos que estavam ouvindo gritos de socorro em casa em um condomínio horizontal de imóveis, no bairro Nova York

Imagem Ilustrativa

Um promotor de vendas de 27 anos, morador no bairro Nova York, em Araçatuba, foi preso em flagrante acusado de violência doméstica, lesão corporal, sequestro e cárcere privado contra sua namorada, uma professora de 23 anos, moradora no bairro Paraíso. Policiais militares tiveram de arrombar uma porta para libertar a mulher, que gritava por socorro.

De acordo com o boletim de ocorrência, a PM foi acionada por vizinhos que estavam ouvindo gritos de socorro em casa em um condomínio horizontal de imóveis, no bairro Nova York. Uma equipe foi até o local, onde vizinhos indicaram a residência. O imóvel estava trancado e os PMs chamaram pelos moradores, sendo atendidos pelo acusado que estava apenas de cueca na sacada.

Ele informou que iria abrir a portam, e enquanto esperavam, os policiais escutaram uma pessoa do sexo feminino gritar “tira a mão de mim”, momento em que perceberam que a janela do imóvel estava aberta e não havia grades de proteção.

Diante da demora para abrir a porta e os gritos resolveram entrar pela janela e correram para o andar de cima, onde constataram que havia uma porta trancada. Eles bateram e solicitaram que abrissem a porta imediatamente, mas não foram atendidos.

O acusado justificou que não estava conseguindo abrir a porta, minutos depois ele jogou um molho de chaves pela sacada. Os policiais pegaram o molho e testaram as chaves, nenhuma abriu a porta. Em seguida o rapaz jogou outro molho e nenhuma abriu e pela terceira vez, novamente jogou outro molho que também não conseguiram abrir, enquanto isso escutaram uma moça gritar com voz de choro “desencosta de mim, tira a mão de mim, deixa eu sair, eu só quero ir embora”.

Diante dos fatos, os PMs arrombaram a porta e depararam com um indivíduo o promotor de vendas apenas de cueca e a professora que estava vestida e com lesões aparente no pescoço, e também constataram sangue no chão. A mulher, muito assustada e chorando, só dizia que queria ir embora e que ele não a deixava sair.

O acusado alegava que não havia feito nada e que gostava da professora, e que ela era sua namorada. O promotor de vendas foi preso em flagrante e ficou à disposição da Justiça.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
ANUNCIANTE
24