Oi, o que você está procurando?

ELEIÇÕES AMERICANAS

EUA têm segunda noite de protestos durante apuração dos votos

Foto: AFP

Os votos para definir quem será eleito presidente dos Estados Unidos continuam sendo apurados. Enquanto isso, o país passou por uma segunda noite de protestos. A maioria das manifestações dessa quarta-feira (4/11) ocorreu de forma pacífica, mas algumas cidades registraram focos de tensão.

Em Minneapolis, a Interestadual 91, uma das principais rodovias de Minnesota, foi bloqueada por manifestantes em um ato contra o presidente Donald Trump, que tenta a reeleição e declarou vitória na madrugada de quarta, antes mesmo dos resultados finais.

A polícia prendeu algumas pessoas que faziam parte do protesto e se recusaram a deixar a pista. O número de detidos não foi informado.

Na Pensilvânia, estado em que nasceu o candidato Joe Biden e onde a disputa está bem acirrada, eclodiram protestos na cidade de Filadélfia para que seja realizada a contagem de todos os votos. Mais cedo, a campanha de Trump entrou com uma ação solicitando a suspensão da apuração dos votos restantes no estado, que devem ser favoráveis a Biden. As autoridades locais informaram que a contagem no estado deve terminar apenas na sexta-feira (6/11).

Em Chicago, Portland e Nova York também ocorreram protestos para que todos os votos sejam contados.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram manifestantes pró-Donald Trump tentando invadir, nessa quarta-feira, o local de apuração dos votos na cidade de Detroit, em Michigan.

Uma ação também foi movida pela campanha de Trump em Michigan para que a contagem seja suspensa. De acordo com a imprensa americana, Joe Biden vence no estado.

Em Maricopa, no estado do Arizona, apoiadores de Donald Trump se reuniram em frente a um posto de contagem. Nesse caso, o protesto era contra os veículos de mídia que projetavam a vitória de Biden, pois ainda era muito cedo para determinar o vencedor. A apuração no estado ainda ocorre.

Por precaução, policiais do grupo tático foram chamados e entraram no local onde ocorre a contagem dos votos para agir caso a situação perca o controle.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!