Oi, o que você está procurando?

águas claras

Cavalo sobre rodovia provoca acidente em Araçatuba

Um vigilante de 47 anos ficou ferido após atropelar um cavalo no quilômetro 46 da rodovia Elieser Montenegro Magalhães, na noite desta quarta-feira (7) em frente à entrada do conjunto habitacional Águas Claras, zona norte de Araçatuba. Na região, é comum ver animais soltos na pista e no último dia 27 uma mulher, de moto, morreu nas proximidades, quando atropelou um animal não identificado.

A filha do vigilante, Larissa Michele Vieira Silva, 23 anos, explicou que seu pai voltava do trabalho, por volta das 19h30, quando aconteceu o acidente. Segundo ela, o pai seguia pela rodovia atrás de outro veículo, que desviou repentinamente do cavalo. Como ele estava logo atrás não teve t empo de desviar nem frear o seu carro, um Gol.

O homem contou à filha que segurou o volante com apenas uma mão e abaixou dentro do carro. Ele sofreu várias escoriações e um corte na mão, foi socorrido e levou 15 pontos para suturar o ferimento. Michele alerta que é comum ver animais na pista e lamenta que o poder público nunca faz nada, principalmente fiscalizações e ações para identificar os donos de animais soltos.

Devido ao acidente, o cavalo morreu na hora e foi removido do local por um guincho do DER (Departamento de estradas de Rodagem).

Morte

No dia 27 de setembro a dona de casa Maria Aparecida Pereira Diniz da Silva, 32 anos, que morava no bairro Verde Parque, morreu após atropelar um animal quando transitava de moto pela marginal Brigadeiro Faria Lima, paralela a rodovia Elieser Montenegro Magalhães, em Araçatuba.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher estava com uma Honda/Biz 125, sentido à rua Marcílio Dias, a caminho da igreja, quando nas proximidades da “Recauchutadora Mirassol”, teria atropelado um animal que estava solto na via, sendo que a vítima caiu e foi socorrida por populares até o Pronto-Socorro Municipal, mas acabou vindo a óbito.

A família acredita que ela tenha atropelado algum animal, porque havia pelos grudados na manete e no retrovisor da moto. Peritos do Instituto de Criminalística estiveram pelo local. A Polícia Civil está investigando o caso.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!