Oi, o que você está procurando?

POLÍTICA

Andorfato renuncia à candidatura a prefeito de Araçatuba

Andorfato e Fred Wilson Souza estão fora da disputa eleitoral de Araçatuba

O advogado Domingos Andorfato (PTB) renunciou à candidatura a prefeito de Araçatuba, após a confirmação de sua impugnação pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP). O candidato a vice, Fred Wilson Souza, do mesmo partido, também foi impugnado pela Justiça Eleitoral.

Além dos problemas com a Justiça, a campanha foi prejudicada por um desentendimento entre Andorfato e seu vice. Ele acusa Fred Wilson de negociar apoio a outro candidato a prefeito de Araçatuba. Fred nega as acusações e afirma que Andorfato é quem não deu respaldo financeiro aos candidatos a vereador, fato também negado pelo advogado.

Apesar de não concorrer mais aos cargos de prefeito e vice, o PTB manterá a candidatura proporcional dos 23 postulantes a uma vaga na Câmara Municipal.

Consórcio

Os problemas com a Justiça Eleitoral começaram após denúncia do Ministério Público de que Andorfato foi condenado a indenizar os consorciados de suas empresas Andorfato Assessoria Financeira Ltda e Autoplan Lar Empreendimentos, Participações e Negócios S/C Ltda, que tiveram suas liquidações extrajudiciais decretadas pelo Banco Central do Brasil em setembro de 1997.

O advogado e empresário foi condenado a indenizar os consorciados das suas duas empresas, em ações civis públicas ajuizadas na Justiça. As condenações foram confirmadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ainda não foram cumpridas, por isso está inelegível. No ano 2000, Andorfato teve a candidatura indeferida pelo mesmo motivo.

O juiz Wellington José Prates, da 11ª Zona Eleitoral de Araçatuba, acatou a denúncia do MP e impugnou a candidatura do advogado. A sentença foi confirmada pelo TRE-SP.

Vice

O candidato a vice pelo PTB também teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral, em primeira e segunda instâncias, porque foi condenado, em decisão transitada em julgado (quando não há mais recurso), pelo crime de apropriação indébita, ou seja, crime contra o patrimônio privado.

Apesar disso, a candidatura de Andorfato e de Fred seguia “sub judice”, pois ainda havia possibilidade de recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além de uma ADPF (Arguição de descumprimento de preceito fundamental) no Supremo Tribunal Federal, com o Ministro Gilmar Mendes”. No entanto, ambos desistiram de levar adiante a candidatura.

Andorfato segue para São Paulo, nesta quinta-feira (29), para comunicar a sua renúncia ao presidente estadual do partido, deputado estadual Campos Machado (PTB). À reportagem do Regional Press, o agora ex-candidato a prefeito diz sair da disputa de cabeça erguida e afirmou que não irá apoiar outro candidato nas eleições deste ano.

 

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!