Oi, o que você está procurando?

DENÚNCIA

Homem acusa a ex de deixar constantemente o filho de cinco anos sozinho em casa

Imagem Ilustrativa

Um autônomo de 37 anos acionou a polícia para denunciar que sua ex-mulher tem deixado constantemente o filho, de cinco anos, sozinho em casa, no Jardim Primavera, zona norte de Araçatuba. O homem diz ter confirmado o caso na tarde desta terça-feira (14) quando acionou a Polícia Militar para constatar a denúncia. Um boletim de ocorrência foi registrado pela PM na Polícia Civil na madrugada desta quinta-feira (16).

De acordo com o registro da ocorrência feito pela Polícia Militar, o pai da criança alegou que por diversas vezes seu filho tinha reclamado que ficava sozinho na residência sem a presença de um adulto. Às 15h de terça-feira também foi acionado o conselho tutelar para verificar e dar andamento na ocorrência.

Posteriormente compareceu a vizinha relatando que às 14h a mãe da criança foi trabalhar, deixou a chaves da casa e pediu para que de hora em hora desse uma olhada na criança pra ver se estaria tudo bem com ela. Um conselheiro tutelar chegou no local por volta de 15h20, momento em que também chegou a avó materna do menino, que reside na casa.

Segundo a avó, por diversas vezes foi pedido para que o pai ajude a olhar a criança no intervalo em que a mãe sai para trabalhar, até a chegada da avó, porém, o acusado sempre se negou a ajudar.
O autônomo disse que no dia anterior, seu filho reclamou que ficava sozinho em casa enquanto a mãe e a avó saiam para trabalhar, e também reclamou para psicóloga que relatou tal fato para ele, momento esse que despertou curiosidade em saber da verdade. Ele foi até a casa e acabou encontrando o menino sozinho.

Uma vizinha estava com a chave da casa e confirmou que a mãe do menino havia deixado para que ela desse uma olhada de tempo em tempo, até a chegada da avó. A mulher chegou a propor ficar com a criança em casa, mas mãe do menino recusou. Quando a vizinha ia buscar o garoto, o encontrou no portão, para o lado de dentro, conversando com seu pai.

Após o registro da ocorrência, acompanhado pelo Conselho Tutelar, o menino foi deixado aos cuidados da avó materna. O Conselho Tutelar vai acompanhar o caso, que será apurado pela Polícia Civil.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
37