Oi, o que você está procurando?

Araçatuba

Novos cargos na Educação vão ampliar capacidade de atendimento, diz prefeitura

Imagem ilustrativa

A Prefeitura de Araçatuba pretende incrementar as aulas de artes ou educação físcia das crianças das escolas públicas municipais e também inaugurar uma nova unidade com os 30 cargos novos de professores para a Secretaria de Educação inclusos no projeto de lei complementar enviado para a Câmara local.

Estes novos postos fazem parte do projeto de lei complementar que propõe a criação de 83 novos cargos em sua estrutura administrativa. Serão contempladas, ainda, a Secretaria de Saúde com 15 vagas de assistente administrativo e a Secretaria de Assistência Social com oito vagas de atendente, 15 de psicólogos e 15 de assistente social.

Nesta segunda-feira (25), a secretária de Educação, Silva Sousa e Souza, explicou que os novos professores necessários para melhorar os serviços prestados pela pasta.

Segundo ela, a Lei 11.738/2008 mais conhecida como a “Lei do Piso”, estabelece no parágrafo 4º do artigo 2º que “na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos.”

Desde a aprovação da referida lei, muitas discussões surgiram acerca da sua validade para todos os entes federativos, até que em 2013, o Supremo definiu sua constitucionalidade.

A partir daí, segundo ela, os vários estados e municípios passaram a se esforçar e buscar condições de fazer cumprir essa composição da jornada de trabalho, o que ainda é um grande desafio para a maioria deles. Dentre outras coisas, essa jornada visa dar condições de estudo e preparação de aulas no momento em que o professor estiver sem interação com os alunos.

Para dar condições para que isso aconteça, sem reduzir a carga horária do aluno na escola e ainda dar oportunidades de aprendizagens diferenciadas, Araçatuba tem buscado várias alternativas. Uma delas foi a implantação do Inglês para todas as turmas do Ensino Fundamental, o que estará concretizado com o retorno presencial das aulas, uma vez que o processo licitatório já foi concluído. Com isso, enquanto as crianças estiverem em aula de Inglês, o professor da turma estará preparando atividades para os seus alunos.

Ainda assim, para chegar à composição da jornada respeitando que 1/3 da carga horária seja destinada às atividades de estudo e preparação de aulas, ficaria faltando 1 hora semanal.

Visando conciliar essa necessidade com a importância de oportunizar às crianças um currículo que propicie a formação integral com experiências que constituam aprendizagens significativas, ampliando a cultura estética, criativa e corporal, fundamentais ao desenvolvimento humano, a implantação de mais uma aula de Arte e de Educação Física, aparece como uma alternativa altamente eficaz para a melhoria da qualidade do ensino em todos os aspectos: tanto para que o professor da turma tenha a carga horária adequada para as atividades de estudo e planejamento, melhorando a qualidade das aulas preparadas, quanto acima de tudo, pela oportunidade de educação integral aos alunos.

RECUPERAR O TEMPO

­Considerando o atual contexto imposto pela pandemia, será imprescindível no retorno presencial, dar condições para que as crianças possam recuperar tudo aquilo que não conseguiram assimilar através do ensino remoto. Mais do que nunca, teremos alunos na mesma sala de aula em diferentes níveis de aprendizagem e isso demandará atividades diferenciadas para cada um deles, exigindo do professor a preparação de várias aulas diferentes para a mesma turma.

Desta forma, torna-se urgente que o professor possa contar com jornada de trabalho que lhe permita isso. Neste cenário, a ampliação das aulas de Arte e Educação Física torna-se algo imprescindível (atualmente a grade é composta por apenas uma aula de Arte e uma aula de Educação Física na semana).

Assim, com a criação dos 30 cargos de PEB II que pode ser lotado por professor de Educação Física, Arte ou Educação Especial, além de suprir as novas turmas abertas em função do aumento de demanda na rede municipal e das que abrirão assim que a escola que está sendo concluída no Jardim Atlântico estiver pronta, possibilitará também que as 376 turmas do 1º ao 5º ano contem com uma aula a mais de Educação Física na semana (1º ao 3º ano) e uma aula a mais de Arte na semana (4º e 5º ano), melhorando ainda mais a qualidade do ensino na rede municipal.

PRIORIDADE

Segundo o prefeito Dilador Borges, a educação tem sido uma prioridade de seu governo, por isso a criação destes cargos é tão importante. “Estamos atendendo a uma necessidade de demanda importante para o presente e para o futuro de nossa cidade. Investir na educação tem sido uma prioridade em nosso governo”, disse ele.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
27