Fique Ligado!

Oi, o que você está procurando?

Capacitação

Agricultores e trabalhadores rurais aprendem a fazer poda de árvores frutíferas

Ação foi realizada pela primeira vez em Araçatuba por meio de parceria entre o SIRAN e o SENAR-SP

Dez agricultores e trabalhadores rurais da região Noroeste Paulista participaram nesta semana da ação Fruticultura Básica – Podas, realizada pela primeira vez em Araçatuba (SP), por meio da parceria entre o SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste) e o SENAR-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). A ação gratuita para os participantes ocorreu no sítio Sakuma, no bairro rural Água Limpa e teve a duração de 16 horas, divididas em dois dias.

Diversos tópicos foram abordados, desde os cuidados com a segurança no trabalho rural e os princípios fisiológicos das árvores, aos tipos, intensidade, épocas e instrumentos usados na poda. De acordo com o instrutor Júlio Cezar Marques Soares, o objetivo é fazer com que produtores e trabalhadores aperfeiçoem as técnicas de poda na fruticultura.

“A poda impacta a produção e a produtividade das árvores. Com ela a gente modifica o vigor da planta, fazendo com que ela produza mais e melhores frutos; mantemos a planta com um porte conveniente ao seu trato e manuseio; alteramos a tendência da planta em produzir mais ramos vegetativos que frutíferos ou vice-versa; conduzimos a planta a uma forma desejada; suprimimos ramos supérfluos, inconvenientes, doentes e mortos; regulamos a alternância das safras, de modo a obter anualmente colheitas médias com regularidade”, explica Soares.

Na propriedade de pouco mais de 20 hectares (ha) onde a ação foi realizada, o produtor rural Kenji Sakuma (76 anos) conta que 5 ha são ocupados pela plantação de bananas das variedades prata e nanica. Ele participa das ações do SIRAN e do SENAR-SP desde 1988 e já perdeu as contas de quantos cursos e programas frequentou.

“As ações são muito boas. Aproveitei muito para melhorar a minha produção de banana, que eu comecei em 1996. É verdade que a gente aprende bastante, mas isso depende do empenho e da dedicação do participante”, ensina Sakuma.

Segundo o projeto LUPA (Levantamento Censitário de Unidades Agropecuárias), do IEA (Instituto de Economia Agrícola), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, das culturas produzidas em Araçatuba, a banana é a fruta mais cultivada, ocupando 2,29% do total produzido, seguida da laranja (a segunda fruta mais produzida), com 1,48%. No sítio Sakuma, além das bananeiras, a poda foi realizada também em parreiras, mangueiras e goiabeiras.

Nos dois dias do evento, foram respeitadas todas as recomendações das autoridades de saúde, como a utilização de máscaras, disponibilização de álcool em gel e distanciamento entre os participantes.

Anunciante
Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!

Mais lidas – 24H



Anunciante
Anunciante
Anunciante