Site da Câmara de Araçatuba vai combater fake news contra vereadores

ANUNCIANTE

O site da Câmara de Araçatuba terá um canal para combater as fake news espalhadas pelas redes sociais contra os vereadores. O serviço, anunciado na sessão de quarta-feira (26) pela presidente do Legislativo, a vereadora Tieza (PSDB), deve se chamar “fake ou fato”.

“É um assunto que nos incomoda e preocupa demais. Essas inverdades, divulgadas nas redes sociais por quem não têm o que fazer, tiram nosso sossego, porque muita gente compra e vende sem olhar o produto. Já as pessoas que nos conhecem nem se incomodam, porque também conhecem quem faz isso”.

A ideia do espaço no site da Câmara é orientar os araçatubenses, evitando que possam ser enganados e sirvam de massa de manobra, ajudando a espalhar inverdades.

“Vamos expor a verdade, esclarecer os números, os dados. É preciso que as pessoas tenham responsabilidade para, antes de compartilhar uma mensagem, consultar e saber se é verdadeira. Se no site não tiver a informação, é possível ligar para o próprio Legislativo, recorrer à Ouvidoria, enviar um e-mail a qualquer vereador, telefonar ou vir pessoalmente aos gabinetes em vez de compartilhar a fake news”.

Tieza afirma ter certeza que nenhum dos 15 vereadores tem tempo para dar atenção ou qualquer explicação a este pessoal “que não vale muita coisa” e vive espalhando notícia falsa.

“Não temos tempo para isso, porque estamos trabalhando em cima das inúmeras demandas que, eu tenho certeza, os 15 vereadores desta Casa atendem todos os dias, inclusive fora do expediente. No supermercado, na rua, onde vamos, somos sempre vereadores e estamos disponíveis. Então, não nos sobra tempo para responder a bobagens publicadas por um povo sem caráter, que se esconde atrás de redes sociais”.

Tieza pede que o trabalho do Legislativo seja respeitado. “Essas pessoas que recorrem às fake news não têm o que fazer. Sabem apenas falar mal, publicar inverdades, denegrir, ofender a imagem de todos os integrantes da Câmara”

WHATSAPP

Outra novidade é a utilização de um número de Whatsapp para ajudar a população a participar das audiências públicas. Será um teste para ajudar quem acompanha as transmissões pelo Youtube a enviar perguntas. O número é (18) 99683-0748.

“No caso das audiências, há muita gente para meter o pau nas redes sociais, mas não vem aqui na Câmara trazer o problema para a secretária ou secretário responder”.

LEIA MAIS