Connect with us

estelionato

Homem perde R$ 22 mil em golpe de classificados online em Araçatuba

Publicado

em



Um homem de 41 anos, morador no bairro Umuarama, em Araçatuba, depositou R$ 22 mil na conta de um golpista acreditando que estaria comprando um carro R$ 10 mil abaixo do valor médio de mercado. O real proprietário do carro chegou a entregar o veículo para o comprador (vítima do golpe), mas não entregou o recibo. A transação foi feita durante a tarde desta segunda-feira e a noite ambos constataram que tratava-se de um golpe.

De acordo com a polícia, esta modalidade de golpe já acontece há alguns anos em sites de compra e venda, e mesmo com constantes divulgações pela imprensa, continua fazendo vítimas.

O golpe aconteceu da seguinte forma. Uma funcionária pública fez o anuncio, em um site, de um veículo HB20, ano 2015, pelo valor de R$ 32 mil. O golpista clonou este anunciou. Ou seja, copiou as fotos e republicou o anuncio, mas ao invés de R$ 32 mil, colocou o preço de R$ 22 mil, e deixou seu próprio telefone para contato.

A vítima viu o anúncio publicado pelo golpista e o baixo valor do carro chamou a sua atenção. Ele entrou em contato e não imaginou que estaria falando com o golpista. Este interlocutor argumentou que pegou o carro de uma suposta cunhada, como parte de pagamento de um sítio, por isto estava vendendo pelo preço abaixo do valor de mercado. A vítima se interessou e disse que iria ver o carro.

Enquanto isso, o golpista ligou para a verdadeira proprietária do carro e inventou a história de que tinha interesse no carro, mas como teria um compromisso, um funcionário iria ver o carro e levar a um mecânico. O golpista ainda disse para a mulher que não era para comentar nada sobre valores, porque ele mesmo iria fazer o pagamento para saldar uma dívida trabalhista caso o funcionário gostasse do carro.

Leia também:   Barco vira no Tietê com três irmãos; dois deles morreram

Após enganar comprador e vendedor, o interessado foi até a casa da real proprietária do veículo para ver de perto o carro. Ele chegou a levar em um mecânico e disse que iria ficar com o carro. Ambos não falaram em valores, como foi pedido pelo golpista, o falso vendedor.

A vítima então ligou para o golpista e disse que iria ficar como carro, pediu o número da conta e fez o depósito no valor de R$ 22 mil. O golpista, por sua vez, ligou para a dona do carro informando que estava fazendo uma transferência, via TED, no valor que ela pedia pelo veículo, R$ 32 mil.

Ambos foram ao cartório e o recibo chegou a ser assinado. O marido da proprietária disse que só entregaria o recibo após a compensação da transferência, mas entregou o carro. Durante a noite ele constatou que a transferência era falsa, e que ambos tinham caído em um golpe. A noite eles foram até o plantão policial para registrar a ocorrência.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Anunciante
Anunciante
Band FM 96.9
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998