Oi, o que você está procurando?

VOO PELA VIDA

Helicóptero Águia é mobilizado para levar paciente à capital para transplante de fígado

Um morador de Itapeva (SP) que precisa de um transplante de fígado conseguiu uma doação do órgão nesta sexta-feira (17), mas para que a cirurgia fosse realizada, Paulo Brandão Machado precisou contar com a ajuda da Polícia Militar.

Segundo o paciente, que é médico ortopedista, ele é o primeiro da fila para receber um fígado e foi informado por um hospital de São Paulo, nesta manhã, que havia um doador. Porém, como ele mora a cerca de 300 quilômetros da cidade de São Paulo, precisou da ajuda do Helicóptero Águia, da PM, para conseguir completar a viagem, que de carro dura cerca de quatro horas.

O paciente conta que recebeu a ligação às 7h50 e logo saiu em direção ao Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini.

Segundo Paulo, ele precisaria chegar no hospital por volta das 11h. Caso não conseguisse, o órgão seria repassado para outro paciente que precisa do transplante e ele voltaria para o final da fila de transplante.

A Polícia Militar foi informada da urgência de Paulo e agilizou o transporte dele com a aeronave. O Águia pousou pouco antes de 11h30 no aeroporto Catarina, às margens da Castello Branco, em São Roque (SP), onde se encontrou com o paciente e seguiu à capital paulista. Segundo a PM, o voo até o hospital é de cerca de 15 minutos.

Aos 68 anos, ele explicou que o transplante de fígado é necessário por causa de cirrose. Em parte do trajeto feito de carro, o paciente foi escoltado por uma viatura da PM.

“Foi uma correria, loucura, alegria. Um momento de alegria, todo mundo correndo e gritando. Ele vai ter um processo de recuperação meio demorado, então quando ele chegar em Itapeva vai ser uma festa”, diz Thais Sammarone Almeida, amiga de Paulo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!