Oi, o que você está procurando?

DENÚNCIA

Homem é acusado de agressão, sequestro e cárcere privado em Araçatuba

Um homem de 40 anos, identificado pelas iniciais F.R.S.F. está sendo acusado por sua ex-companheira, uma mulher de 31 anos, pelos crimes de lesão corporal, ameaça, sequestro e cárcere privado e violência doméstica. Ela procurou a polícia neste domingo para denunciar o caso, depois que conseguiu fugir de um racho onde estava sendo mantida em cárcere privado.

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal se conheceu há um ano e um mês e iniciaram um relacionamento. Neste período, por ter sofrido diversas agressões, ela rompeu o relacionamento várias vezes, mas acabava aceitando reatar devido às insistências do acusado.

O casal residiu em Buritama, Birigui e há um mês alugou um rancho no condomínio Copacabana, às margens do rio Tietê, em Araçatuba. No entanto, as agressões não cessaram. A mulher, que trabalhava como enfermeira, diz que o acusado fez ela até perder o emprego.

Após mudarem-se para o rancho, além de continuar agredindo a companheira, o homem tomou o chip de seu telefone celular e a impedia de sair do local. Desta forma, ela acabou perdendo o contato com familiares e amigos. Na noite de Natal ela foi vítima de agressão, quando o acusado jogou um carrinho de bebê contra sua cabeça, causando ferimentos. No entanto, a mulher não conseguiu sair para denunciar o caso porque estava sendo mantida em cárcere privado.

Neste domingo novamente a mulher foi agredida com socos e chutes, na frente do filho dela, uma criança de sete anos. Ela foi derrubada e o companheiro tentou estrangulá-la pressionando seu pescoço contra o chão. A vítima conseguiu se desvencilhar e abrir a porta do rancho e saiu correndo em direção à portaria pedindo socorro.

O homem foi atrás e ao chegar novamente na portaria ameaçou a vítima de morte. Uma funcionária do condomínio disse que estava acionando a polícia, e o acusado fugiu em seu carro, um Jetta de cor branca. A mulher conseguiu uma carona com uma testemunha e foi até a delegacia no final da tarde para registrar um boletim de ocorrência.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!