Oi, o que você está procurando?

Sistema Carcerário

Detentas da Penitenciária de Pirajuí participam de concurso de beleza

Reeducandas trocam o uniforme do presídio por vestidos longos e salto alto em concurso de beleza realizado na unidade

Reeducandas da Penitenciária Feminina “Sandra Aparecida Lario Vianna”, de Pirajuí (SP), tiveram uma tarde de gala durante o 4º Concurso Miss Primavera.

Com intuito de elevar a autoestima das detentas e promover a diversidade no cárcere, o torneio elegeu ainda uma Miss Plus Size Primavera e um Mister Primavera, que contou com a participação de reeducandas transexuais.

Aproximadamente, 120 presas de todos os pavilhões se inscreveram para o concurso. Deste total, 30 foram selecionadas para participar da etapa final.

“Quando desfilei, esqueci que estava presa. Parece que as grades simplesmente desapareceram”, disse Ana Paula Barros Carvalho, de 27 anos, presa há 7 meses e eleita a Miss Primavera após uma disputa acirrada.

“Fiquei muito feliz. Vi os ensaios, todas as meninas muito bonitas, então não imaginava que iria ganhar. Quando eu sair, voltarei ao convívio dos meus pais e pretendo retomar o meu emprego e ver com quem a gente anda, para não entrar no caminho errado de novo”, diz Ana Paula.

O concurso premiou mais duas categorias: Princesa, que teve como escolhida a reeducanda Jenifer dos Santos Fabrício da Silva, de 23 anos e a Miss Simpatia, que condecorou a costureira Ana Paula Santos da Silva, de 32 anos.

A Diretora da Penitenciária Feminina de Pirajuí, Graziella Fernanda Rodrigues Costa, define que trabalhar com a autoestima da mulher presa é mostrar que ela pode acreditar no seu valor e provar a si mesma que é possível alcançar todos os sonhos.

“Acima de qualquer coisa, que ela possa sair daqui uma mulher transformada, com outros valores para retornar à sociedade de maneira mais digna”, finaliza Graziella.

Diversidade

O concurso de beleza incluiu a categoria Miss Plus Size que, neste ano, teve como vencedora a detenta Paula Benedita Ramos da Silva Bento, de 33 anos.

Os concorrentes a Mister Primavera também envolveram bastante o público e os dez jurados que avaliaram os candidatos.

Com simpatia e elegância, o eletricista Maicon Douglas Santos Forte, de 28 anos, foi quem faturou o título. Ao final do concurso, ele desabafou ao dizer que precisou lidar várias vezes com o preconceito.

“As pessoas têm que entender que existe diversidade e todos precisam ser respeitados”, conta.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
25