CONECTE CONOSCO

Justiça

Justiça manda Alexandre Nardoni voltar para o regime fechado

Publicado em



Por decisão unânime, a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu nesta terça-feira, 13, que o bacharel em Direito Alexandre Nardoni deve voltar para o regime fechado.

Ele cumpre pena de mais de 30 anos, dois meses e 20 dias de prisão pelo assassinato da própria filha Isabella Nardoni, de 5 anos, em 2008.

No dia 30 de abril, a juíza Sueli Zeraik, da 1ª Vara das Execuções Criminais de Taubaté, havia concedido a progressão de regime de Nardoni para o semiaberto, o que o permitia sair do presídio em datas comemorativas, além de ter direito a trabalhar e estudar fora do presídio durante o dia. Recentemente, no Dia dos Pais, ele teve direito à sua primeira “saidinha”.

O Ministério Público de São Paulo (MPE-SP), no entanto, recorreu da decisão. Ao julgar o agravo nesta terça, os desembargadores do TJ-SP entenderam que Nardoni deveria ser submetido a novo exame criminológico antes de ir para o semiaberto.

Um exame criminológico foi feito no ano passado, a pedido do MPE-SP já havia apontado que Nardoni estaria apto à progressão para o semiaberto. O laudo afirmou que, na prisão, Nardoni tem bom comportamento e é “capaz de criar vínculos afetivos”.

O desembargador Luis Soares de Melo, relator do caso, afirma em seu voto, no entanto, que o exame que já conta nos autos seria “demasiado exíguo” e “insuficiente”. Também diz que, sem novo laudo, não haveria certeza sobre a “readaptação social” de Nardoni.

“Ainda que tenha cumprido os requisitos temporais necessários à progressão prisional, não se mostra suficientemente incontroversa, até aqui, a completa readaptação social do sentenciado”, afirma Soares de Melo, no voto.

“O referido exame desvela que o acusado nega a autoria do crime, afirmando não conseguir entender o porquê de tal tragédia ter atingido sua família.”

Para o desembargador, a decisão não pode ser tomada com base “apenas o comportamento em cárcere”,” mas também a forma com que o sentenciado lida com o crime praticado, cuja expiação deve proporcionar reflexão e depuração dos fatos praticados”.

“A negativa dos fatos traz elementos que desestabilizam o preenchimento dos critérios subjetivos”, afirma. “Daí a saber se o acusado internamente admite o crime, mas prefere não externalizar, ou se efetivamente entende que não praticou os fatos, ou mesmo se alguma patologia social se verifica presente, somente exame mais complexo poderá dizer.”

O relator conclui que o Nardoni deve voltar para o regime fechado até novo exame ser realizado “com urgência”. O voto foi acompanhado pelos desembargadores Euvaldo Chaib e Camilo Lellis.

Procurada, a defesa de Nardoni criticou a decisão. “Infelizmente alguns ainda decidem de acordo com a opinião pública”, afirma o advogado Roberto Podval.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte: IstoÉ
Anunciante

Ação da PM

Canil da Força Tática apreende maconha e cocaína em duas ações contra o tráfico em Araçatuba

Publicado em

Imagem Ilustrativa

Um casal e um adolescente foram detidos com drogas em duas ações distintas realizadas por equipes do Canil da Força Tática da PM ontem e hoje (23), em Araçatuba (SP).

Nesta sexta-feira, durante cumprimento de mandado de busca expedido pela Justiça, os policiais prenderam um casal por tráfico de drogas no bairro Concórdia 1.

Os PMs acharam na residência dos acusados uma porção com cerca de 50 gramas de maconha, 21 cigarros da droga, três pinos de cocaína, balança de precisão e um caderno com anotações sobre o movimento do tráfico e com informações sobre supostos aluguéis de armas. As anotações serão investigadas.

A.L.B.A., e sua mulher, P.C.G.S.L., foram autuados em flagrante no plantão policial de Araçatuba.

MENOR

Outra ação do Canil da PM ocorreu nesta quinta-feira (22) no bairro Rosele. Durante patrulhamento, os policiais abordaram um adolescente e apreenderam 23 pinos de cocaína e R$ 45 em dinheiro (foto abaixo).

Parte da droga estava em um terreno baldio de onde o adolescente saiu antes de ser abordado. O menor confessou o tráfico no local. Ele foi apresentado no plantão policial e o caso foi encaminhado à Promotoria da Infância e Juventude.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

VIOLÊNCIA

Suspeito de matar homem com tiro na cabeça é preso em Guararapes

O acusado ficou foragido durante três dias em um canavial da cidade.

Publicado em

Imagem Ilustrativa

O suspeito de matar um homem com um tiro na nuca, em uma propriedade rural de Guararapes (SP), foi preso nesta quinta-feira (22).

O suspeito ficou foragido durante três dias em um canavial da cidade e foi detido após se entregar à polícia.

No dia do crime, a companheira da vítima estava dormindo na casa quando ouviu o barulho do disparo e chamou a polícia.

O homem foi preso e está a disposição da Justiça. Ele não possui antecedentes criminais.

O CRIME

Elson de Jesus Silva, 34 anos, morreu na noite desta segunda-feira (19) após ser baleado na cabeça em uma fazenda na estrada rural na estrada rural Abdul Aziz El Kadre, em Guararapes (SP).

Segundo o que a polícia apurou, a vítima e o acusado conversavam na sala da casa da fazenda quando ocorreu o disparo que atingiu Elson na cabeça.

O tiro teria saído de uma espingarda.

Com informações TV Tem / G1

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

COVARDIA

Desempregado é preso após agredir e ameaçar companheira com facão

Publicado em

Imagem ilustrativa

(Ivan Ambrósio – Jornal Interior) Um desempregado de 25 anos foi preso em flagrante, na noite de quinta-feira (22), em Luiziânia (a 42 km de Penápolis), após agredir e ameaçar com um facão a companheira, uma jovem, de 19. Ele não pagou fiança de R$ 1 mil para responder ao processo em liberdade.

O caso ocorreu na rua Padre João Braem, no Centro. De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento pela cidade, quando recebeu denúncia de que duas pessoas, de posse de um facão, estariam fazendo ameaças a uma mulher que passava por atendimento médico em uma unidade de saúde.

AMEAÇAS

Chegando ao local, os PMs não encontraram os suspeitos. A jovem contou que, horas antes, tinha sido agredida com chutes e puxões no cabelo pelo companheiro, que a ameaçou de morte, dizendo que iria jogá-la da ponte.

A vítima, apesar de não apresentar lesões, foi até o local por estar grávida. Com base no relato dela, os militares passaram a fazer buscas, encontrando o acusado na casa da mãe dele. O desempregado negou as agressões, mas disse que foi até a unidade de saúde com o facão atrás de outra pessoa.

Ele foi levado ao plantão policial de Penápolis para prestar esclarecimentos. Na unidade, o delegado plantonista arbitrou fiança para que respondesse ao processo em liberdade. Como a quantia não foi paga, ele foi encaminhado para a cadeia. O facão foi apreendido.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
85