CONECTE CONOSCO

CLIMA

Sul e Sudeste têm madrugada mais fria do ano; Araçatuba registrou 6 °C

Massa de ar polar entrou no país nos últimos dias e derrubou as temperaturas. No Sul, houve geada e até um pouco de neve. Temperaturas caíram abaixo de 10ºC em São Paulo.

Publicado em

Serra do Rio do Rastro, em Santa Catrina, amanheceu congelada neste sábado — Foto: PMRv/Divulgação


A frente fria que chegou ao Brasil pelo oceano Atlântico derrubou as temperaturas na madrugada de sexta-feira (6) para sábado (7) no Centro-Sul do Brasil. Em muitas cidades, esta foi a noite mais fria do ano, segundo meteorologistas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a massa de ar polar entrou no país pelo Sul na quarta-feira (3) e avançou em direção ao Sudeste e ao Centro-Oeste. O frio deverá se prolongar ao longo deste fim de semana, com temperaturas negativas na Região Sul.

Araçatuba

O dia amanheceu com temperaturas baixas, chegando a marcar 6 °C as 6h da manhã. A previsão é que a temperatura aumente no decorrer do dia, mas não deva passar dos 17 °C, conforme o portal Clima Tempo. Entre sábado e domingo, a previsão é que a temperatura atinja a casa dos 3 °C, marcando a temperatura mais baixa para o ano de 2019 em Araçatuba.

O frio no Sul e Sudeste

Chegou a nevar em São Joaquim, em Santa Catarina, região conhecida por ser uma das mais frias do Brasil. O fenômeno foi de fraca intensidade, mas foi possível pelo avanço da umidade. O ar frio polar fez com que a maioria das cidades do Oeste e Norte do estado amanhecessem com temperaturas abaixo de 0ºC.

Também houve registro de neve no Rio Grande do Sul, principalmente na Serra, como nas cidades de Cambará do Sul, Gramado, São Francisco de Paula, Canela, e São José dos Ausentes. As temperaturas ficaram negativas em diversas regiões do estado.

Flocos de neve nas plantas e na luva do morador de São Joaquim — Foto: Mycchel Legnaghi/São Joaquim online

A mais baixa, segundo o Inmet, foi em Quaraí, com -5°C e sensação térmica de -10°C. Em Porto Alegre, a mínima foi de 3,7°C, com sensação de -2,6°C, segundo dados atualizados até as 8h.

Também no Paraná, o sábado começou gelado. A Grande Curitiba viu os termômetros chegarem a -1ºC, a menor temperatura do ano, segundo a Somar Meteorologia.

A cidade de São Paulo também teve a madrugada mais fria de 2019 neste sábado, segundo o Inmet. Os termômetros registraram 7,4ºC. Até então, a menor marca do ano na cidade havia 11,1ºC, em 9 de junho. O dia amanheceu com sol e céu claro, mas as temperaturas continuaram abaixo dos 10ºC no início da manhã. Também no interior e no litoral, o frio marcou a noite. O Vale do Paraíba, por exemplo, registrou até 13 °C.

Três moradores de rua morreram na onda de frio da capital paulista.

O vento, a chuva e o frio já haviam mudado as paisagens do Rio de Janeiro na sexta-feira. O Inmet emitiu um aviso de chuva, ventos fortes e de onda de frio para cidades do interior do estado. O alerta é válido até domingo (7) em municípios das regiões Serrana, dos Lagos e Norte Fluminense.

Outros estados

As poucos, o frio chega também ao Centro-Oeste. A madrugada gelada foi sentida até no Mato Grosso do Sul, onde geou pela primeira vez em 2019. Paisagens e pastos ficaram embranquecidos principalmente no Sul do estado.

Turistas ficaram acordados de madrugada para tentar ver a neve em São Joaquim — Foto: Eduarda Demeneck/NSC TV

Até mesmo a região Norte observou um clima bastante atípico.

No estado de Rondônia, as temperaturas caíram para a casa dos 10ºC a 20ºC. Na cidade de Vilhena, entre sábado e domingo, a mínima será de 13°C, podendo ter uma sensação térmica bem menor. A previsão é de mínima de 18°C em Porto Velho na noite deste sábado.

Em Rio Branco, no Acre, durante a manhã deste sábado os termômetros marcavam 17ºC. Meteorologistas preveem temperaturas pouco superiores a 20ºC ao longo do dia.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

PRESIDENTE PRUDENTE

Região: ao realizar corte de água em imóvel, trabalhador é agredido por comerciantes

Publicado em

Um homem, de 34 anos, foi agredido por dois comerciantes – de 23 e 44 anos – durante o exercício do trabalho, em Presidente Prudente, nesta terça-feira (16). Ele está internado no Hospital Regional em estado “estável”. O caso foi registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil como lesão corporal.

A vítima trabalha para uma empresa terceirizada que presta serviços para a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e sofreu lesões corporais ao realizar o corte de água em um imóvel na Avenida Ana Jacinta, na altura do Jardim Bela Vista.

Conforme informações da Polícia Militar ao G1, a vítima declarou que foi ao local realizar o corte de água, pois a conta estava em atraso. Porém, o proprietário do comércio queria pagar a conta ali, mas o trabalhador disse que não seria possível.

Neste momento, os comerciantes – que são pai e filho – agrediram a vítima fisicamente. O trabalhador desmaiou e foi socorrido ao Hospital Regional por uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros.

Ainda de acordo com informações do G1, ao ser socorrida, a vítima apresentava ferimentos na cabeça.

Versões

O rapaz, de 23 anos, em sua versão à Polícia Militar, declarou que o funcionário “não avisou” sobre o corte do fornecimento de água e afirmou que o pai havia pago as contas.

A vítima, então, foi até o registro de água e realizou o corte. O pai do rapaz foi questionar o funcionário e dizer que as contas estavam pagas.

Neste momento, o rapaz alega que o trabalhador “começou a agredir meu pai verbalmente com ofensas dizendo ‘caloteiro’”.

Então, teria começado uma troca de insultos, quando a vítima teria agredido o pai com um capacete. Porém, a vítima teria se desequilibrado e caído ao solo, “se machucando sozinho”.

Já o comerciante, de 44 anos, declarou que o funcionário fez o corte da minha água, sendo que as contas estavam pagas.

Conforme a versão do homem, ele foi questionar o trabalhador, que o teria ofendido verbalmente, chamando-o de “caloteiro” e tentado agredi-lo com um capacete. Neste momento, o comerciante alega que a vítima escorregou, caiu no chão e se machucou sozinho.

Notificações de corte

No registro feito na Delegacia da Polícia Civil consta que a PM foi acionada via Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) e seguiu ao estabelecimento comercial, onde a vítima relatou que é funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço à Sabesp e que foi ao local para realizar o corte do fornecimento de água do imóvel, pois haviam contas em atraso.

Ainda segundo o relato da vítima à PM, notificações sobre o corte já haviam sido enviadas ao proprietário do estabelecimento.

Ao chegar ao local, a vítima disse aos policiais que conversou com o dono e o informou sobre o corte do fornecimento de água, momento em que começou uma discussão.

A vítima relatou que fez o trabalho e quando ia embora do local, já na motocicleta da empresa, a discussão aumentou e os autores investiram contra ele, agredindo-o com socos e derrubando-o ao solo, fazendo com que batesse a cabeça na guia da calçada e lesionasse o rosto.

Segundo os policiais militares, a vítima estava consciente e os ferimentos, aparentemente, não eram graves.

De acordo com o BO da Polícia Civil, os autores relataram aos militares que a vítima chegou ao local dos fatos e informou que faria o corte do fornecimento de água. A dupla lhe disse que a conta havia sido paga e que ele não poderia cortar.

A vítima disse que no sistema não constava o pagamento e que ele tinha uma autorização para fazer o corte. Ele foi até o relógio de água e fez o trabalho.

Quando a vítima já estava na motocicleta para ir embora, os comerciantes foram novamente questioná-lo sobre o corte do fornecimento de água e uma discussão começou.

A dupla alega que a vítima agrediu um dos proprietários com um golpe com o capacete e este, “para se defender”, a empurrou. Neste momento, o funcionário caiu ao solo e se feriu.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

EVENTO

Araçatuba se transforma na capital equestre da América Latina

Publicado em

Fotos: Dayse Maria/Regional Press

Araçatuba irá se transformar na capital equestre da América Latina a partir deste sábado (20), quando tem início o 42º Campeonato Nacional de Quarto de Milha, que segue até o dia 28 de julho, no Parque Clibas de Almeida Prado. Perto de 50 mil pessoas devem passar pelo recinto nos nove dias de competição, já que a entrada e o estacionamento são gratuitos para o público. A movimentação prevista é superior a R$ 30 milhões, além da geração de 600 empregos.

Organizado pela Associação Brasileira de Quarto de Milha (ABQM), o evento é mais do que uma competição. Reúne provas equestres com a participação de 2,3 mil animais e 1.322 atletas; nove leilões com a oferta de 350 cavalos da raça; área comercial com cerca de 400 empresas; praça de alimentação com food trucks e eventos sociais noturnos.

Área comercial terá cerca de 400 expositores de vários segmentos

A diretoria da ABQM apresentou os números do evento à imprensa na manhã desta quarta-feira (17), com a presença de criadores e autoridades. A movimentação prevista refere-se ao aquecimento da economia local, sobretudo de hotéis e restaurantes, que devem receber uma injeção de R$ 7 milhões; os remates, que devem arrecadar R$ 20 milhões; e a área comercial, com estandes de artigos country, selarias, empresas veterinárias, concessionárias, restaurantes, entre outros.

 

 

 

COMPETIÇÕES

As competições serão realizadas todos os dias, das 8h às 19h, com a participação dos melhores competidores do País. Foram feitas 8.935 inscrições para as 18 modalidades esportivas que serão disputadas em quatro arenas. As premiações somam mais de R$ 1,3 milhão, além de 2 mil troféus, 420 fivelas e capas para os cavalos.

“Esse será, sem sombra de dúvidas, o maior Campeonato Nacional da história da ABQM”, afirmou o superintendente da entidade, Sérgio Ricardo. O campeonato, realizado até então em Avaré (SP), terá Araçatuba como sede pela primeira vez e terá novidades. Uma delas é a festa de comemoração dos 50 anos da ABQM, no domingo (21), às 20h, no tatersal de leilões.

Araçatuba passa a ter o maior complexo esportivo equestre da América Latina

 

No dia seguinte, será realizada uma cerimônia de inauguração das arenas construídas especialmente para as competições, com investimento de mais de R$ 7 milhões. Foram construídas três grandes arenas, área comercial, pavimentação de ruas, bosque e banheiros. As obras ocupam uma área de 200 mil metros quadrados.

ARRAIAL

A ABQM também irá promover um arraial, no dia 24 de julho, na Arena de Conformação. A festa julina irá angariar fundos para o EquoAQM, que apoia sete centros de equoterapia em três estados brasileiros.

O arraial terá barracas de comidas e bebidas típicas, como quentão, cural, milho verde, pamonha, doces, bolos, caldos quentes, dentre outros. Parte da renda obtida será destinada a 12 entidades assistenciais de Araçatuba.

DOAÇÃO

A realização do Campeonato Nacional do Quarto de Milha em Araçatuba se tornou possível, segundo o presidente do Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran), Fábio Brancato, graças à doação ao município, pelo governo paulista, do Parque da Fazenda do Estado, onde o recinto está instalado.

“Isso nos trouxe segurança jurídica em relação aos investimentos que precisavam ser feitos para trazer o evento para cá”, disse. O Siran e a ABQM firmaram uma parceria por dez anos para viabilizar a realização do campeonato nacional da entidade em Araçatuba.

Bosque do centenário ganhou iluminação e placas indicativas das espécies plantadas no local

Brancato citou ainda o trabalho do Siran, da Prefeitura de Araçatuba, da ABQM, do deputado Cauê Macris, dos criadores Jamil Buchalla Filho e José Macário Perez.

TECNOLOGIA

Para sediar o campeonato, o recinto de exposições Clibas de Almeida Prado foi transformado no maior complexo esportivo equestre da América Latina. Foram construídas três arenas de competições e três de aquecimento, para garantir o bem-estar animal.

“Os animais precisam estar com a musculatura aquecida antes de entrar nas competições para evitar o risco de lesões”, explicou o consultor da ABQM, Daniel Costardi. Nas arenas, foram instaladas lâmpadas de LED, telhas brancas para refletir a luz do sol e deixar o ambiente mais claro e ainda isolante térmico para dissipar o calor.

O veterinário, competidor e diretor do Siran, João Mário Geralde, lembra que as pistas foram construídas para proteger os animais de quaisquer riscos. “O piso recebeu 20 toneladas de calcário e outros sete componentes diferentes, até o teor de argila na areia foi calculado para garantirmos o melhor para os animais”, ressaltou.

O criador Macário Perez afirmou que o parque possui, hoje, o que há mais moderno em tecnologia. “Rodei quase todos os parques do Brasil e o de Araçatuba possui a melhor infraestrutura, se comparando apenas com o do Rio Grande do Sul”, disse, destacando que o município irá sediar o segundo maior evento de Quarto de Milha do mundo, ficando atrás apenas para o de Oklahoma, Estados Unidos.

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), disse que a cidade deixa de ser a capital do boi gordo para se transformar na capital do Quarto de Milha. “Nós estamos vendo uma movimentação muito grande. Só se fala no complexo e na ABQM. Nossa expectativa é das melhores e, com certeza, será superada”, afirmou.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

CNH

CNH: Detran.SP fecha o cerco contra ‘hospedeiros’ de pontos

Publicado em

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) identificou 250 suspeitos de “hospedar” pontos de infrações cometidas por outros motoristas em relação à Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Vale destacar que a prática é irregular e, além das sanções administrativas, o responsável pode ser enquadrado no crime de falsidade ideológica, com pena de até cinco anos de prisão.

O trabalho, realizado desde o começo do ano por um núcleo especializado, já resultou na instauração de 150 processos administrativos. Nessa etapa, as carteiras dos hospedeiros são bloqueadas e os pontos retornam para o motorista de origem. Depois, os processos são encaminhados à Polícia Civil para investigação criminal.

Casos

Durante o processo, os motoristas são convocados a comparecer no Detran.SP para dar explicações. Em um dos casos, o responsável confirmou que recebeu R$ 500 para hospedar pontos na habilitação de um homem não identificado. Ele alegou dificuldade financeira. Ao todo, o condutor acumula 3.315 pontos na CNH.

Em outro caso, um homem foi indicado como responsável por duas infrações de trânsito na Marginal Tietê, em São Paulo. No entanto, as multas foram registradas no intervalo de 17 minutos, em uma distância de 12 quilômetros entre uma e outra, porém envolvendo um carro e uma moto, o que é praticamente impossível.

Outros episódios comuns são de motoristas “autuados” no mesmo horário, mas em locais diferentes, e mesmo assim permitem o lançamento da pontuação no seu documento. É o exemplo do hospedeiro que permitiu duas infrações no seu documento, uma em São Paulo e outra em Suzano, no intervalo de dois minutos.

Diante dos casos, o Detran.SP passou, inclusive, a indeferir novas indicações de pontos nas habilitações suspeitas. “Essa é uma prática criminosa e não mediremos esforços para combatê-la. O cidadão precisa saber que isso é crime e que todos serão punidos, de acordo com a lei”, alerta Raul Vicentini, diretor de Habilitação do Detran.SP.

Suspeitas

Carteiras de habilitação com 50 pontos ou mais ao longo de 12 meses já são suficientes para abrir uma investigação. Além disso, outros fatores levantam suspeita de uma CNH hospedeira: um deles é a diversidade de placas de veículos, sem que todos sejam de propriedade do condutor indicado. O núcleo checa, inclusive, se os veículos pertencem a familiares.

Denúncias sobre a existência de hospedeiros ou de serviços que oferecem a transferência de pontos podem ser feitas diretamente à Ouvidoria do Detran.SP por meio do site www.detran.sp.gov.br. Na denúncia, o cidadão pode relatar o caso, detalhar as informações com nomes, dias, horários, locais, entre outros. O sigilo é garantido.

Indicação

A indicação de condutor é permitida, porém, sem que as informações sejam falsas. O proprietário do veículo pode fazer quando não for ele o condutor responsável pela infração de trânsito.

Um exemplo é o filho que dirige o veículo do pai ou o irmão que pilota o veículo de outro irmão. No Detran.SP, a indicação de condutor pode ser feita pelo site do órgão, no aplicativo de celular com selfie ou então pessoalmente, na unidade de atendimento.

Atualmente, o Detran.SP tem cerca de 24 milhões de condutores registrados. A cada infração cometida são computados os seguintes números de pontos: três pontos (infração leve), quatro pontos (média), cinco pontos (grave) e sete pontos (infração gravíssima).

Além disso, existem multas autossuspensivas, em que a infração leva o condutor diretamente ao processo de suspensão da CNH, como é o caso de dirigir alcoolizado. Cada órgão autuador (prefeitura, Polícia Rodoviária, DER, Detran.SP e outros) é responsável por lançar a pontuação e também checar a existência de hospedeiro.

O Detran.SP disponibiliza, no próprio site, a consulta online do prontuário do motorista. Nele, o condutor pode verificar as multas existentes e a pontuação na CNH. Todo motorista tem possibilidade de recorrer das multas e do processo de suspensão, sempre observando os prazos e o órgão/instância a que recorrer.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
93