CONECTE CONOSCO

Saúde

Atenção: crianças têm mais chances de desenvolver alergias alimentares

Publicado em



Contrair alergias alimentares é algo que pode acontecer com qualquer pessoa, em qualquer idade. No entanto, por conta do amadurecimento incompleto do sistema imunológico, crianças de até 3 anos de idade têm mais chances de desenvolver a condição.

“É por este motivo que, com o passar dos anos, a maioria das alergias em crianças pode desaparecer”, explica a alergista Ariana Yang, responsável pelos ambulatórios de alergia alimentar e dermatite atópica do Instituto Central do Hospital das Clínicas da FMUSP.

De modo geral, a alergia alimentar é uma reação incomum e exagerada do sistema imunológico, em forma de defesa, que ocorre após a ingestão de um determinado alimento, e causa intolerância contra a própria proteína alimentar. Alimentos como leite de vaca, ovo, soja, amendoim, peixe e frutos do mar podem provocar reações.

A administradora Janaína da Silva conta que sua filha Júlia teve uma reação a camarão, que nunca havia acontecido antes. “Ela sempre comeu peixes e frutos do mar, mas nesse dia começou a inchar e sua pele ficou toda marcada. A médica disse que isso era muito comum. Hoje tomamos muito cuidado para que ela não consuma esses alimentos”, conta.

A especialista explica que os sintomas mais comuns aparecem na pele, como urticária, angioderma e dermatite atópica. Porém, podem aparecer problemas gastrintestinais como diarreia, vômitos e dores abdominais, e, em situações mais graves, reações anafiláticas, como aperto no peito com queda de pressão arterial, arritmias cardíacas e colapso vascular (choque anafilático).

Os cuidados dependem de cada tipo de alergia e o tratamento é dividido em partes. “Recomendamos acompanhamento nutricional, especialmente para crianças, pois os alimentos mais frequentemente envolvidos nas alergias são a base da alimentação infantil. Além disso, é importante orientar um tratamento preventivo para cada tipo de reação e monitorar a evolução e desenvolvimento de tolerância das alergias”, finaliza Ariana.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
portal SP
Anunciante

JUSTIÇA

Instituição financeira é responsabilizada por cobrar juros abusivos de cliente idoso

Publicado em

22ª Câmara de Direito Privado condenou, por prática abusiva, empresa de crédito pessoal que cobrou juros anuais superiores a 1.000% de cliente idoso. A decisão fixou pagamento de indenização de R$ 10 mil, a título de danos morais, devolução do dobro da quantia cobrada indevidamente e adequação dos contratos à média da prática do mercado.

A turma julgadora determinou ainda a remessa de cópia dos autos à Defensoria Pública, ao Procon e ao Banco Central para que sejam tomadas as providências que entenderem necessárias.

De acordo com os autos, a instituição financeira celebrou três contratos de empréstimo, em meses distintos, com o autor da ação, praticando juros abusivos, muito acima da taxa de mercado. Em razão de a situação ter gerado prejuízo e claro desequilíbrio contratual, ele ajuizou ação revisional, que foi julgada improcedente, motivo pelo qual apelou.

O relator designado, desembargador Roberto Mac Cracken, afirmou que a instituição, ao realizar sucessivas contratações com o cliente, tinha conhecimento do endividamento e da inviabilidade em adimplir a dívida, o que caracteriza conduta imprópria da empresa.

“Resta evidente a conduta imprópria da apelada ao reiteradamente oferecer a contratação de diversos e simultâneos empréstimos ao mesmo contratante, mesmo após este já ter se comprometido a empréstimo originário contratado a juros exorbitantes, os quais, conforme já demonstrado, alcançam o patamar de 1.050,78% ao ano (considerando-se o custo efetivo total sobre o patamar de 987,22% a.a.). Dadas as peculiaridades do caso, tendo como contratante consumidor com mais de 86 anos de idade e os inacreditáveis e absurdos juros de 1.050% ao ano, é certo que tal evento em muito supera o mero aborrecimento, ocasionando inaceitável desconforto ao autor da demanda, pessoa idosa que litiga com o benefício da justiça gratuita e indícios de vulnerabilidade, bastante a configurar o dano moral, uma vez que tal situação leva a inaceitável desgaste e desconforto, que a ordem jurídica não pode tolerar.”

O julgamento teve a participação dos desembargadores Hélio Nogueira, Matheus Fontes, Edgard Rosa e Alberto Gosson. A decisão foi por maioria de votos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

SERVIÇOS PÚBLICOS

TUA cadastra idosos a partir de 65 anos para fornecer cartão de passe livre

Publicado em

A TUA (Transportes Urbanos Araçatuba) está cadastrando idosos com idade igual ou superior a 65 anos. O idoso cadastrado terá direito ao cartão de passe livre da empresa. Com ele, poderá fazer o seu embarque pela porta dianteira do ônibus, passando pela catraca como os demais usuários.

Segundo a TUA, a medida trará mais conforto e segurança aos idosos que utilizam o transporte coletivo no município.

Para se cadastrar, é preciso apresentar o RG ou outro documento com foto (xerox e original) e o comprovante de residência (xerox e original), no Terminal Urbano de Araçatuba. O horário de funcionamento é das 8h às 12h e das 13h às 17h30, de segunda a sexta-feira.

O prazo para fazer o cadastramento teve início nesta segunda-feira (21) e vai até 30 de novembro.

Mais informações no site da TUA (tuatransportes.com.br) ou pelo telefone (18) 3624-9875.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
error: Conteúdo protegido. LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998
80