CONECTE CONOSCO

concurso

Samar premia vencedores do 6º Concurso de Desenho

Publicado em

Presidente da Samar, Paulo Roberto de Oliveira; prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, e a vice Edna Flor com as cinco vencedoras do Concurso


A Samar realizou, na manhã desta quinta-feira (6), a cerimônia de premiação dos alunos vencedores do 6º Concurso de Desenho, com o tema “Lixo: não deixe cair pelos canos. Rede de esgoto não é lixeira”.

O concurso recebeu a quantidade recorde de participantes.  Foram enviados 8 mil desenhos de 40 escolas, sendo municipais, estaduais e particulares.

Os vencedores, escolhidos pela comissão julgadora no dia 29 de maio, foram:

1ª Série: Luiza Ikegami Borges, do Colégio Extensão

2ª Série: Isabella Raissa Moura, da EMEB Francisca de Arruda Fernandes

3ª Série: Yohara Alves Ferreira, da EMEB Hélia Pinholi Mungo

4ª Série: Bianca de Alcântara Silva Ferreira, EMEB Euza Neuza

6ª Série: Ana Clara Santos Moreira, da Escola Estadual Genésio de Assis

Cada vencedor recebeu um notebook de presente. Os desenhos finalistas e vencedores ficarão expostos dos dias 10 a 15 de junho na sede da Câmara, localizada Praça 9 de Julho, 26, no Centro.

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

Estado de SP

Atenção: jogar lixo na rodovia é ilegal e pode causar multa

Publicado em

Imagem Ilustrativa

Quem atirar qualquer objeto pela janela do carro em uma rodovia pode colocar a vida de dezenas de pessoas em risco. Uma bituca de cigarro, por exemplo, pode resultar em um grave incêndio. E muita gente não tem conhecimento dessas regras importantes de segurança.

Arremessar lixo em uma estrada é considerado infração média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê uma multa de R$ 130,16 e perda de quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Dependendo do volume de dejetos abandonados, o motorista pode responder a processo por crime ambiental.

Objetos de metal no asfalto podem ser arremessados com a mesma velocidade de uma bala pelos pneus de carros e caminhões. Restos de comida atraem animais, que podem provocar acidentes com veículos. Mas, apesar dos alertas, o risco é ignorado.

Para recolher o lixo, centenas de funcionários (entre coletores, motoristas e outros profissionais) percorrem as rodovias do Estado de São Paulo e transportam os detritos até um depósito.

O trabalho é estabelecido nos contratos de concessão, mantido com o dinheiro dos pedágios, e fiscalizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

HOMENAGEM

Câmara aprova projeto que denomina Sargento Júlio César Delfino o calçadão da Marechal

Publicado em

Ele morreu durante combate a incêndio em uma loja de importados, em abril deste ano

O calçadão da Marechal Deodoro, entre a Praça Rui Barbosa e a Rua Dom Pedro I, em Araçatuba, deverá passar a se chamar Sargento Júlio César Delfino, em homenagem ao bombeiro morto durante o combate ao incêndio em uma loja de importados, em abril deste ano. O plenário da Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, nesta segunda-feira (17), o projeto que homenageia Delfino e confere o seu nome ao local onde faleceu. Ele tinha 35 anos.

A esposa do bombeiro, Ariane, e colegas da corporação acompanharam a votação. A matéria, de autoria dos vereadores Professor Cláudio (PMN) e Carlinhos do Terceiro (SD), vai agora para a sanção do prefeito Dilador Borges (PSDB).

Os autores da proposta entendem que Delfino agiu como herói ao perder a própria vida no combate às chamas, evitando que o incêndio tivesse proporções ainda maiores. O prédio da loja atingida pelo fogo ficou completamente destruído. “É uma homenagem justa, porque ele morreu em serviço. Era jovem, perdeu a vida para não acontecer uma tragédia maior”, disse Cláudio.

O vereador do PMN fez um apelo para que o prefeito providencie um busto do sargento e coloque no calçadão, para que sua memória seja sempre lembrada. “Temos que deixar marcadas na história as pessoas que dão as suas vidas para salvar outras vidas”, argumentou.

O outro autor do projeto, Carlinhos do Terceiro, lembrou que Delfino estava de folga naquele 12 de abril, dia da tragédia. “Mas isso não impediu que ele vestisse sua farda e fosse combater o incêndio com seus colegas”, disse.

O sargento Júlio César Delfino nasceu em Araçatuba em 1983 e entrou para a corporação em 2011. Durante o combate ao incêndio, ele desapareceu em meio aos escombros. Foi encontrado com vida, mas não resistiu. Os bombeiros que trabalhavam no local tentaram reanimá-lo, mas ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu no local.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

REGIÃO

Homem fica ferido após ultraleve cair em zona rural de Cedral

Vítima disse aos bombeiros que perdeu o controle depois de bater na fiação de energia.

Publicado em

Um homem teve ferimentos leves depois de um ultraleve cair neste domingo (16) na zona rural de Cedral (SP).

Segundo o Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência, o homem que pilotava o ultraleve disse que perdeu o controle depois de bater na fiação de energia.

Ele foi socorrido pelo Samu com ferimentos no braço e foi encaminhado para o pronto-socorro da cidade e já foi liberado.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
83