CONECTE CONOSCO

Região

Poço artesiano volta a abastecer Guararapes no segundo semestre

Publicado em

Abastecimento da cidade depende, hoje, da captação de água do Córrego Frutal, que é suscetível às condições climáticas


A Estação de Tratamento de Água (ETA) de Guararapes deve reativar o seu poço artesiano até setembro deste ano. O investimento, de R$ 400 mil, irá diminuir a dependência do abastecimento de água na cidade, hoje feito exclusivamente pela represa municipal, que capta água do Córrego Frutal.

A capacidade de vazão do povo profundo é de 300 mil litros por hora, segundo estudo especializado feito por uma empresa contratada pela Prefeitura. Para isso, o município vai instalar um equipamento para bombear mecanicamente a água.

A Estação de Tratamento de Água (ETA) de Guararapes atende a uma demanda média de 280 mil litros de água por hora, para uma população de 32,7 mil habitantes.

No entanto, o sistema atual é suscetível às condições climáticas. Em extensos períodos de estiagem, como o que ocorreu em 2015/2016, há risco de desabastecimento, o que não ocorre com o poço artesiano, segundo a Prefeitura, já que a água vem do Aquífero Guarani, maior reservatório natural de água doce do planeta.

Outra vantagem é a qualidade da água, segundo a diretora de Engenharia e Saneamento Básico da Prefeitura, Luciane Antoniolli Morais.

“Não se compara a pureza da água de um lençol freático com aquela que é captada dos cursos d’água superficiais”, comentou a diretora de Engenharia e Saneamento Básico da Prefeitura, lembrando que enquanto a primeira vem pronta para o consumo humano, a segunda requer tratamento químico para eliminar impurezas.

RECUPERAÇÃO

A reativação do poço será possível assim que terminar a série de serviços que a Prefeitura de Guararapes vem desenvolvendo desde janeiro, iniciada após um estudo hidrogeológico para avaliar os procedimentos mais práticos e imediatos para recuperar o poço profundo.

Já no começo deste ano foi instalado um equipamento para bombeamento a altas profundidades (o poço possui 1.330 metros de profundidade).

Outra medida foi o recondicionamento da torre de resfriamento, em vez de comprar uma nova. Com essas medidas, será possível reativar o poço a um custo final de pouco mais de R$ 400 mil, 60% menos do que se previu há três anos.

O poço artesiano de Guararapes foi colocado em operação em 1992 e permaneceu ativo por 23 anos. Em 2015, a sua capacidade ficou comprometida por falta de manutenção e, devido ao custo previsto à época para a sua reativação, de R$ 1 milhão, permaneceu inativo.

Para colocar o poço em funcionamento novamente falta apenas recondicionar o equipamento de resfriamento da água, segundo informou a diretora de Engenharia e Saneamento Básico da Prefeitura, Luciane Antoniolli Morais. Já foi feita licitação e contratação de empresa especializada.

 

QUALIDADE DA ÁGUA É ANALISADA PELO ADOLFO LUTZ E POR LABORATÓRIO PARTICULAR

Responsável por atender uma demanda média de 280 mil litros de água por hora, a Estação de Tratamento de Água (ETA) da Prefeitura de Guararapes possui um rígido controle sobre a água que serve aos 32,7 mil habitantes da cidade.

Além de exames laboratoriais diários na própria ETA, feitos sob a supervisão de uma química, a qualidade é verificada mensalmente pela Vigilância Sanitária, que colhe amostras em locais aleatórios da cidade e as envia para o Instituto Adolfo Lutz. Semestralmente, uma análise mais completa é feita por um laboratório particular.

De acordo com o chefe da Seção de Tratamento e Distribuição de Água da ETA, João Carlos Natale, esses exames laboratoriais permitem analisar aproximadamente 100 itens da água tratada e atestam a potabilidade do líquido.

 

Por Ediwilson dos Santos, especial para o Regional Press

 

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
Fonte:
Anunciante

POLÍTICA

A um ano e quatro meses das eleições, prefeito de Araçatuba lança pacote de obras com empréstimo de R$ 26 milhões

Publicado em

Dilador, Edna, Tadeu Consoni e Josué Cardoso durante lançamento do pacote de obras à imprensa

A pouco mais de um ano das eleições municipais de 2020, o prefeito Dilador Borges (PSDB) lançou, nesta terça-feira (18), um pacote de 13 obras, denominado de Programa Melhor Agora, que prevê pavimentação, recapeamento, desassoreamento de lagoas e instalação de galerias em diferentes regiões da cidade. As obras, orçadas em R$ 26 milhões, depende da autorização de um empréstimo pela Câmara.

O projeto de lei com o pedido de autorização do financiamento pela Caixa Econômica Federal vai ser enviado à Câmara e deverá ser votado em sessão extraordinária na próxima terça-feira (25). Na manhã desta terça-feira (18), o prefeito apresentou o Programa à Câmara e, à tarde, à imprensa.

Os recursos deverão ser liberados em cinco parcelas de R$ 5,2 milhões. Os valores serão repassados, conforme forem sendo utilizados, conforme o secretário municipal da Fazenda, Josué Cardoso. Os juros são de 11% ao ano e o prazo de pagamento é de dez anos, com dois de carência.

Nestes dois anos, o município irá pagar os juros do que for desembolsado pela Caixa neste período. Depois, começa a amortizar o valor principal com os juros e a correção, em um prazo de oito anos. O valor do empréstimo corresponde a pouco mais de ¼ da capacidade de endividamento do município, que, segundo o prefeito, é de R$ 100 milhões.

OBRAS

As primeiras obras que deverão sair do papel, caso o Legislativo aprove o financiamento, é a da pavimentação de quatro mil metros e prolongamento da Avenida Dois de Dezembro até a Rodovia Elyezer Montenegro Magalhães (SP-463) e Avenida João Arruda Brasil. Esta é a obra mais cara do pacote, com custo de R$ 7,136 milhões.

O desassoreamento da lagoa do Esplanada, para resolver os problemas de enchente naquela região, e o recapeamento do Concórdia também serão prioridades, conforme anunciado na coletiva desta terça-feira.

Dentre as outras obras previstas no pacote estão a pavimentação de vias do bairro Mão Divina; obras de contenção das águas do Córrego Alvoradinha; pavimentação da Avenida Café Filho até a altura da Rua São Francisco e a urbanização do Jardim Pinheiros. (Confira a relação de obras e valores abaixo).

PARCERIAS

Algumas obras, como a duplicação da via Etelvino dos Santos, contarão com parceria privada. Pela via, passam 15 mil veículos por dia, segundo anunciou o prefeito.

“Se a obra vai beneficiar empreendimentos, os empresários precisam dar a sua contrapartida”, disse Dilador, durante a coletiva à imprensa.

Outro caso de parceria privada com o poder público é o prolongamento da Avenida Waldemar Alves, que segundo o prefeito, vai facilitar o acesso dos moradores do Porto Real I e II ao Centro.

“Estamos chamando parceiros também para a obra da Dois de Dezembro. Tem grandes investimentos que serão impactados positivamente com a obra”, afirmou.

CONFIANÇA

O prefeito, que tem maioria na Câmara, disse estar confiante com a aprovação do projeto pelo Legislativo. “Seria prepotente da minha parte antecipar qualquer resultado, mas estamos confiantes, porque são obras que interessam à comunidade”.

O valor que se espera financiar, de R$ 26 milhões, é o orçado pela Secretaria Municipal de Planejamento, mas o prefeito disse esperar um deságio de R$ 2,5 milhões no custo das obras, cujo montante poderá ser utilizado em outros serviços.

O prefeito admitiu que não deve conseguir finalizar todas as obras até dezembro de 2020, quando acaba o seu mandato, mas disse que todas serão licitadas neste prazo.

Já a Secretaria Municipal de Planejamento informou que os projetos já estarão prontos para serem licitados, assim que tiverem a autorização da Câmara para o empréstimo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

serviço

Feriado de Corpus Christi altera atendimento ao público na Prefeitura de Araçatuba

Publicado em

Imagem Ilustrativa

Devido ao feriado de Corpus Christi, na próxima quinta-feira, dia 20 de junho, haverá suspensão de expediente em repartições públicas municipais nesse dia e na sexta-feira (21).

A medida se estende a todos os órgãos da administração municipal (centralizados e autárquicos), exceto aqueles que por sua natureza não podem sofrer interrupção.

A Farmácia Municipal funcionará na quinta, sexta-feira, sábado e domingo, das 8h às 12h. A partir de segunda-feira, o atendimento será normalizado, ocorrendo das 7h às 17h.

As unidades que por natureza não podem sofrer interrupção são Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Pronto Socorro Municipal e Guarda Civil Municipal, que oferecem atendimento 24 horas à população e funcionarão normalmente nesses dias.

As Unidades Básicas de Saúde não funcionam nesses dias, retomando o atendimento na segunda-feira (24).

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO

Perigo

Menina de 6 anos morre após ser picada por escorpião no interior de SP

Publicado em

Uma menina de seis anos morreu após ser picada por um escorpião no domingo, 16, em Euclides da Cunha Paulista, no oeste do Estado de São Paulo.

A menina Stefanne Rayane Muniz Santana brincava no quintal de casa quando pisou no bicho e sofreu a picada, segundo os parentes. A mãe da criança, Fernanda Santana, viu a filha chorando e constatou a presença do aracnídeo.

A menina foi levada inicialmente para uma unidade de saúde da cidade, mas acabou transferida para o Hospital Estadual de Porto Primavera, na mesma região. Após cerca de dez horas de internação e tratamento, o quadro da criança se agravou e ele não resistiu. A causa da morte foi atestada como choque cardiogênico e edema agudo de pulmão pelo efeito tóxico do veneno.

Stefanne fazia aniversário no domingo. O corpo da menina foi sepultado nesta segunda-feira, 17, no Cemitério Municipal de Euclides da Cunha.

Este ano, até o final de fevereiro, tinham sido registrados 4.025 casos de acidentes com escorpiões, com duas mortes. Uma delas vitimou a menina Ana Sofia da Silva Santos, de 4 anos, em Tupã, no interior paulista. Ela sofreu uma picada no polegar direito. O jornal O Estado de S. Paulo mostrou que 2018 teve o maior número de acidentes em 30 anos.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!
CONTINUE LENDO
90