Connect with us
Banner Samar Eco

lichia

Menino de dois anos morre engasgado com semente de fruta

Publicado

em

Foto: reprodução

Um menino de 2 anos morreu engasgado com uma semente de lichia no início da tarde desta última sexta-feira (04/01/2019), em Ibirá.

De acordo com a Santa Casa do município, Cauan Amaro dos Santos Gomes foi socorrido pela avó ainda com vida, mas infelizmente acabou morrendo no local.

O corpo foi velado na casa da avó e o sepultamento foi na manhã deste sábado, no cemitério de Ibirá. (Com informações: Gazeta Interior)

A LICHIA

A fruta denominada lichia, de nome científico Litchi chinensis Sonn, pertence à família Sapindaceae e teve origem na China e depois foi propagada. No Brasil, muitas pessoas ainda não a conhecem, ela tem sabor adocicado e aroma delicado.

Sua planta, chamada lichieira, atinge de 10 a 12 metros de altura e a florada começa no inverno e vai até o início da primavera, e a colheita ocorre de novembro a janeiro. Os ambientes de clima tropical e subtropical úmido são os preferidos das lichieiras.

O fruto é avermelhado por fora com casca áspera e quebradiça e esbranquiçado e gelatinoso por dentro, com textura semelhante à da uva. O plantio de lichia no Brasil ocorre em São Paulo, norte do Paraná e sul de Minas Gerais. É encontrada em diferentes países como Índia, Paquistão, Tailândia, Filipinas, África do sul, dentre outros.

PERIGO

A fruta é muito suculenta e bem doce, o que atrai o paladar principalmente de crianças. No entanto, no interior do fruto há um caroço, a semente, que assim como o fruto, é muito liso e pode ser facilmente engolido acidentalmente, fazendo com que não só crianças, mas adultos, fiquem engasgados. A principal recomendação é de os pais separem a polpa da semente antes de dar para as crianças consumirem o fruto.

OUTROS CASOS

Em 2014 um menino de 3 anos morreu após se engasgar com uma semente de lichia em uma propriedade rural de Jacinto Machado, no Sul de Santa Catarina. Rafael Darolt Vieira estava no sítio da família para comemorar o Natal com a mãe, a bisavó e os dois irmãos.

De acordo com a reportagem da RBS TV, os familiares contaram que a bisavó e a mãe de Rafael estavam próximas de um pé de lichia e ofereceram a fruta para as crianças. O menino teria ingerido o produto inteiro sem esperar que a mãe descascasse e engasgou com a semente. O Corpo de Bombeiros de Turvo foi chamado e a família tentou prestar os primeiros socorros à criança.

No hospital, as vias aéreas do menino foram desobstruídas, mas Rafael não resistiu e morreu momentos depois de receber atendimento.

Em 2013 uma criança de apenas um mês morreu  em Joaquim Távora (53km ao sul de Jacarezinho), ao se engasgar com uma semente de lichia.

Uma tia teria dado um pedaço da polpa da fruta ao bebê, que havia acabado de completar 30 dias. Quando a asfixia foi percebida pela família, ele foi levado ao Hospital Dr. Lincoln Graça e posteriormente à Santa Casa de Jacarezinho, mas não resistiu e morreu.

 


Deixe sua opinião

Utilidade Pública

Alerta de Verão: saiba como se proteger de raios e tempestades

Publicado

em

Quem vive na região Sudeste do Brasil, como São Paulo, sabe que no Verão aumentam as ocorrências de tempestades e raios.

Por isso, a Defesa Civil do Estado alerta para o perigo das chuvas fortes com o objetivo de proteger a população dos raios.

Confira abaixo as orientações do órgão:

– Evite lugares abertos, como estacionamentos, praias e campos de futebol;

– Abrigue-se em casa, edifício ou em instalação subterrânea como metrô;

– Não permaneça em rio, mar, lago ou piscina;

– Se estiver no carro, mantenha os vidros fechados, sem contato com as partes metálicas do veículo;

– Caso não encontre um abrigo por perto, fique agachado com os pés juntos, curvado para frente, colocando as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles até a tempestade passar;

– Mantenha distância de objetos altos e isolados, como árvores, postes, quiosques, caixas d’água, bem como de objetos metálicos grandes e expostos, como tratores, escadas e cercas de arame;

– Evite soltar pipas, carregar objetos, como canos e varas de pesca e andar de bicicleta, motocicleta ou a cavalo;

– Mantenha distância de aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como TVs, geladeiras e fogões;

– Evite o uso de telefone, a menos que seja sem fio ou celular;

– Fique afastado de janelas, tomadas, torneiras e canos elétricos;

– Evite tomar banho durante a tempestade.

No Portal da Defesa Civil também é possível acompanhar dois boletins diários sobre as condições climáticas no Estado, além de alertas sobre as regiões de maior risco, elaborados pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado (IPT), além de boletins meteorológicos e outros serviços disponíveis.

O cidadão ainda tem acesso a cartilhas, que orientam o que fazer em situações de emergência e de desastres. Acesse aqui.

A Defesa Civil possui um vídeo explicativo sobre o assunto, veja abaixo:

 


Deixe sua opinião

Continue Lendo

educação

Aprovados no concurso de Agente de Organização Escolar escolhem vagas

Publicado

em

Os candidatos selecionados no processo seletivo para Agente de Organização Escolar (AOE) devem escolher, na próxima quinta (17) e sexta-feira (18), em quais unidades atuarão. Vale lembrar que as datas variam de acordo com a Diretoria de Ensino da Secretaria da Educação do Estado.

Com mais de 140 mil inscrições, a prova foi aplicada em agosto de 2018. A chamada obedece a ordem de classificação final (geral e especial), em nível regional. Os nomes estão publicados no portal da CKM Serviços, responsável pelo processo seletivo, além da edição de 10 de janeiro do Diário Oficial do Estado.

Foram abertas 1.495 vagas em todo o território paulista. No dia da escolha de vagas, os convocados precisam apresentar documento de identificação com foto e cadastro de pessoas físicas (CPF). Quem não comparecer à sessão terá esgotado os direitos no concurso.

Os endereços das Diretorias de Ensino estão no Portal da Educação. Atualmente, na rede estadual paulista, a remuneração do Agente de Organização Escolar é de R$ 1.005,79 (salário base), além de abono complementar de R$ 136,85, com total mensal de R$ 1.142,64.

Algumas das responsabilidades da função são controlar a movimentação dos estudantes nas dependências da escola, auxiliar a manutenção da disciplina geral e contribuir com a gestão escolar na organização de atividades.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

investigação

Líder comunitário se defende na Polícia Civil após vereador de Araçatuba registrar BO

Publicado

em

Arlindo Araújo registrou boletim de ocorrência após ter nome citado em vídeo feito por líder comunitário (Foto: Câmara de Araçatuba/ Arquivo)

O líder comunitário José Luiz de Oliveira, o ‘Luizão do Pinheiros’, prestou depoimento no final da tarde desta quarta-feira (16), na delegacia Seccional de Araçatuba, para explicar um vídeo postado por ele no Facebook e que foi objeto de boletim de ocorrência registrado pelo vereador Arlindo Araújo (PPS).

O vereador procurou a Polícia Civil no último dia 11, após tomar conhecimento do vídeo no qual o líder comunitário falava sobre a política local e criticava a relação entre o prefeito Dilador Borges (PSDB) e os vereadores de Araçatuba.

De acordo com o BO registrado por Arlindo, o líder comunitário o teria ofendido ao dizer que o vereador havia votado contra o aumento de IPTU em Araçatuba, mas que na verdade seria a favor de tal aumento, entre outras citações. Arlindo Araújo registrou Boletim de Ocorrência para apuração de supostos crimes de injúria, difamação e calúnia.

Em depoimento nesta quarta-feira, José Luiz negou que tenha tido a intenção de ofender a honra do vereador. Ele diz que Arlindo Araújo é vereador em Araçatuba e, portanto, uma pessoa pública, e que somente mencionou seu nome no contexto dos fatos, e que o vídeo era ao vivo.

“O vídeo em questão, quero deixar claro, não é direcionado ao vereador Arlindo Araújo, e sim a administração como um todo”, disse ele.

“É certo que os vereadores estão sujeitos a exposição e devem ouvir o clamor e o inconformismo dos cidadão e meu vídeo foi feito com esse intuito”, observou. O caso segue em apuração na Polícia Civil de Araçatuba.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

LUTO

Ex-jogador Zuguda morre aos 74 anos em Araçatuba

Seu corpo foi velado na capela da Funerária Cardassi da Prestes Maia e o sepultamento ocorreu as 15h desta quarta-feira, no Cemitério Recanto de Paz

Publicado

em

O ex-jogador Edison Silva, 74 anos, o Zuguda, morreu na tarde desta terça-feira (15), na Santa Casa de Araçatuba, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ele tinha câncer na próstata e havia sido internado para tratar uma anemia e infecção urinária.

Bastante conhecido no meio esportivo, Zuguda começou a jogar futebol ainda menino, na década de 1960, no antigo campo do Matarazzo. Passou pelo Comercial e São Vicente, times amadores de Araçatuba.

Depois, foi para o Flamengo, criado pelo Grupo Matarazzo, que tinha uma indústria no município. Com a camisa do Flamengo local, disputou campeonatos no Estado de São Paulo.

O amigo de infância José Lima, o Leitoa, chegou a jogar com Zuguda e conta que ele era um centroavante que usava o vigor físico para dominar a bola, ir para cima e emplacar gols.

O porte físico de Zuguda, aliás, impunha respeito nos adversários, conforme conta Leitoa. Ele lembra que, quando menino, em determinada ocasião, jogavam pelo Comercial contra o Líder, outro time amador da cidade, quando houve um desentendimento na área e o goleiro adversário jogou um galho de eucalipto nas costas do centroavante.

Quando se virou e viu que era o Zuguda, o goleiro desistiu do soco que já estava armado e caiu na gargalhada. “Ele sabia que apanharia, por isso, o espírito esportivo prevaleceu”, recorda-se o amigo.

Vem de Leitoa também a explicação da origem do apelido do amigo. Seu pai, que não tinha um braço, era chamado de Zungu e adorava assistir aos jogos de futebol. O filho acabou herdando uma variação do apelido e passou a ser o Zuguda.

Ainda jovem, o ex-jogador sofreu lesões no joelho e teve de abandonar o campo, embora tenha sido um grande apaixonado por esportes durante toda a sua vida. Esta paixão, aliás, incentivou a filha Kelly Cristina Silva a praticar judô, chegando à seleção brasileira aos 13 anos e conquistando vários títulos, incluindo dois sul-americanos e um mundial. “O esporte era a vida dele”, diz Kelly.

Zuguda trabalhou muitos anos como segurança da Santa Casa e do Banco Real, onde se aposentou. Ele deixa a esposa, Ingrácia; os filhos Kelly, Ana Letícia e Fábio; e a neta Beatriz Gabrieli.

Seu corpo foi velado na capela da Funerária Cardassi da Prestes Maia e o sepultamento ocorreu as 15h desta quarta-feira, no Cemitério Recanto de Paz.


Deixe sua opinião

Continue Lendo

MAIS LIDAS - 24 HRS