CONECTE CONOSCO

Miséria

Extrema pobreza aumenta e chega a 15,2 milhões de pessoas em 2017

7,4% da população brasileira vive com menos de 140 reais por mês

Publicado em



O número de pessoas na faixa de extrema pobreza no Brasil aumentou de 6,6% da população em 2016 para 7,4% em 2017, ao passar de 13,5 milhões para 15,2 milhões.

De acordo com definição do Banco Mundial, são pessoas com renda inferior a US$ 1,90 por dia ou R$ 140 por mês. Segundo o IBGE, o crescimento do percentual nessa faixa subiu em todo o país, com exceção da Região Norte onde ficou estável.

Os dados fazem parte da Síntese dos Indicadores Sociais 2018, divulgada hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que entende o estudo como “um conjunto de informações sobre a realidade social do país”.

O trabalho elaborado por pesquisadores da instituição tem como principal fonte de dados para a construção dos indicadores a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) de 2012 a 2017.

O estudo mostra ainda que também aumentou a proporção de pessoas abaixo da linha de rendimentos. Em 2017, era de 26,5%, enquanto no ano anterior ficou em 25,7%. Os percentuais significam a variação de 52,8 milhões de pessoas para 54,8 milhões. De acordo com definição do Banco Mundial, são pessoas com rendimento até US$ 5,5 por dia ou R$ 406 por mês. A maior parte dessas pessoas, mais de 25 milhões, estava na Região Nordeste.

Houve elevação ainda na proporção de crianças e adolescentes (de 0 a 14 anos) que viviam com rendimentos até US$ 5,5 por dia. Saiu de 42,9% para 43,4%, no período.

Condições de vida

A pesquisa identificou que em 2017 cerca de 27 milhões de pessoas, ou seja, 13% da população, viviam em domicílios com ao menos uma das quatro inadequações analisadas: características físicas, condição de ocupação, acesso a serviços e presença de bens no domicílio. A inadequação domiciliar foi a que atingiu o maior número de pessoas: 12,2 milhões, ou 5,9% da população do país. Isso significa adensamento excessivo, quando há residência com mais de três moradores por dormitório.

No Amapá o nível atingiu 18,5%, enquanto em Santa Catarina ficou em 1,6%. No mesmo ano, 10% da população do país viviam em domicílios sem coleta direta ou indireta de lixo e 15,1% moravam em residências sem abastecimento de água por rede geral. O Maranhão foi o estado que registrou a maior falta de coleta de lixo: 32,7% da população não tinha acesso ao serviço.

Ainda na ausência de melhores condições, o estado do Acre é o que registrou maior percentual (18,3%) de pessoas residentes em domicílios sem banheiro de uso exclusivo. Já o Piauí, tinha a maior proporção da população sem acesso a esgotamento sanitário por rede coletora ou pluvial (91,7%).

Esses resultados mostram uma diferença grande para o estado de São Paulo, onde houve a maior cobertura para cada um dos serviços. A proporção da população sem coleta de lixo ficou em 1,2%, sem acesso a abastecimento de água por rede alcançou 3,6% e sem esgotamento sanitário por rede foi 7,0%.

Deixe sua opinião

Fonte: Agência Brasil
Anunciante

investigação

Moça morre após procedimento estético ilegal no interior de SP

Publicado em

Jovem de 25 anos morreu após procedimento estético (Foto: Arquivo Pessoal/José da Silva)

Uma jovem de 25 anos morreu na noite de quarta-feira (24) depois de passar por um procedimento estético ilegal em Lorena, no interior de São Paulo. De acordo com a família de Dayane Rodrigues da Silva, duas pessoas foram contratadas para injetar silicone nos glúteos da jovem. As informações são do G1.

O pai da vítima diz que a filha contratou dois profissionais de Jacareí que vendem “tratamentos estéticos”. O atendimento foi marcado para o meio-dia de quarta-feira (24), na casa de Dayane. Durante o procedimento, no entanto, a jovem passou mal e foi abandonada pela dupla, que sugeriu que ela estava com ‘queda de pressão’.

A babá dos filhos de Dayane a socorreu e levou a jovem para a Santa Casa de Lorena. Ela foi encaminhada para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas, horas depois, não resistiu e morreu. O corpo foi levado para Instituto Médico Legal (IML) para perícia.

A Polícia Civil está investigando o caso e busca saber a identidade dos envolvidos. Na bolsa da vítima, uma passagem de ônibus foi encontrada com o nome dos suspeitos.

O celular de Dayane também será usado na busca de provas e informações.

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

INFORME

Nota de esclarecimento da Samar sobre a qualidade da água distribuída em Araçatuba

Publicado em

1. A qualidade da água distribuída à população de Araçatuba obedece integralmente aos parâmetros exigidos pela legislação brasileira, definidos no Anexo XX da Portaria de Consolidação 5/2017, do Ministério da Saúde.

2. A legislação define os parâmetros e a frequência do monitoramento que devem ser realizados no controle de qualidade da água produzida e distribuída.

3. Em Araçatuba, a Samar realiza mensalmente uma média de mil análises, todas referendadas por um Eng. Químico responsável técnico, que avaliam características diversas, como turbidez da água, cor, cloro, coliformes totais, e, inclusive, análises que aferem parâmetros de metais e a presença de agrotóxicos.

4. As análises são realizadas também por laboratórios acreditados na ISO 17.025, que desde o início da concessão demonstram que os níveis atendem integralmente à legislação brasileira em vigor e estão dentro dos valores permitidos. Os Relatórios de Qualidade da água são enviados mensalmente ao Ministério da Saúde e disponibilizados no Sisagua para as vigilâncias sanitárias tanto do estado quanto do município.

5. Por isso, a Samar tem segurança em garantir que a água que abastece à população de Araçatuba obedece aos padrões de qualidade e potabilidade, pois está dentro dos limites de segurança estabelecidos pelas autoridades brasileiras de saúde.

6. Por fim, reafirmamos nosso compromisso com a qualidade dos serviços prestados à população de Araçatuba.

CONTINUE LENDO

loteria

Ninguém acertou as 6 dezenas da Mega-Sena; prêmio vai a R$ 105 milhões

Publicado em

Imagem Ilustrativa

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do prêmio principal do Concurso 2.145 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite desta quarta-feira (24), em São Paulo (SP).

As dezenas sorteadas foram: 06 – 08 – 28 – 51 – 53 – 59.

O próximo concurso será sorteado no sábado (27) e tem prêmio estimado em R$ 105 milhões.

A quina teve 115 apostas ganhadoras, e cada uma vai receber prêmio de R$ 55.420,70. A quadra saiu para 10.504 apostas que receberão, cada uma, R$ 866,79.

Apostas

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online.

Clientes com acesso ao internet banking da Caixa podem fazer as apostas pelo computador, tablet ou smartphone. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h. Para jogar pela internet, no Portal Loterias Online, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um cadastro.

O jogo mais barato, em que o apostador marca seis dezenas, custa R$ 3,50. O prêmio máximo é para quem acerta as seis dezenas sorteadas, mas quem faz a quina e a quadra também é contemplado.

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

Senador dá emprego de R$ 23 mil para sobrinho de Bolsonaro por ‘feeling’

Publicado em

TALITA FERNANDES
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo, contratou Leonardo Rodrigues de Jesus para o segundo maior cargo de seu gabinete, com um salário de R$ 22,9 mil mensais. Conhecido como Leo Índio, ele é primo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro e pessoa de confiança do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

Leonardo, que é estudante de administração, ocupará o cargo de assessor parlamentar do senador, que só tem remuneração inferior ao de chefe de gabinete, que recebe R$ 26,9 mil por mês.

Segundo o senador, a escolha do auxiliar se deu por “feeling” e “desenvoltura” após ter recebido indicação de uma assessora. Ele nega ter atendido a pedidos de emprego da família Bolsonaro. “Pela conversa, pelo feeling que eu tive, me pareceu útil para mim, vou ver”, afirmou.

Leonardo tem 35 anos e cursa administração na faculdade Cândido Mendes, no Rio de Janeiro. Segundo o senador, ele terá de trancar a matrícula por precisar trabalhar integralmente no gabinete.

Questionado pela reportagem sobre os motivos que o levaram a escolher o assessor, já que ele não tem experiência na vida parlamentar em Brasília, o senador disse que tem contratados em seu gabinete mestres, doutores e especialistas, mas que também está apostando em jovens.

“É um garoto novo, que estuda administração, conhece muita gente na República, aqui em Brasília e vai ser uma forma de me ajudar também. Assim como eu tenho doutores em direito eleitoral, tenho doutores em economia, inclusive um funcionário que eu requisitei do Banco Central. Enfim, eu também estou pegando essa turma nova para me dar suporte. Então é uma assessoria que vai ser boa para mim”, disse.

Quando lhe foi perguntado sobre o fato de Leonardo ter laços familiares com a família Bolsonaro, o senador disse que isso não é um problema. “Melhor ainda sendo sobrinho do presidente. Qual o mal que tem nisso aí?”, afirmou.

O senador do DEM apontou como vantagem ainda o fato de Leonardo ter “mobilidade” dentro do governo.
“Eu não quero funcionários no gabinete, não quero todos funcionários no gabinete. Eu quero que me dê mobilidade, mobilidade para me dar mais movimento dentro do governo”, disse.

Deixe sua opinião

CONTINUE LENDO

©2018 Regional Press- Direitos Reservados | Vamos fazer um site? Logo RC Criativa