Oi, o que você está procurando?

ASSISTA

Homem de 65 anos rende travesti que o assaltou no centro de Araçatuba, e é acusado de calote

Delegado diz que já viu outros casos semelhantes, onde ladrão passa a acusar a vítima de calote em programa para justificar posse do material roubado

Um homem de 65 anos reagiu a um assalto na manhã desta sexta-feira na avenida dos Araçás, em Araçatuba, e conseguiu render o ladrão, uma travesti identificada como J.A.O., morador no Jardim das Oliveiras, que havia tentado roubar seu telefone celular. Os dois chegaram a cair durante luta corporal, e a vítima conseguiu deter o ladrão.

O Regional Press apurou que o homem, que trabalha em um escritório, chegou logo pela manhã em uma locadora de veículos para fazer a devolução do carro que havia alugado para fazer uma viagem a trabalho. Como o estabelecimento estava fechado, ele ficou aguardando dentro do carro.

No momento em que usava o telefone celular, a travesti se aproximou e pediu dinheiro, alegando que precisava comprar uma passagem de ônibus. O homem negou e em seguida a travesti tomou seu telefone celular e correu. A vítima o seguiu e ambos entraram em luta corporal. Depois de render o ladrão, guardas municipais chegaram e a Polícia Militar foi acionada.

A travesti, tentando se livrar da acusação de roubo, começou a alegar que havia feito um programa sexual com o homem e ele teria dado o calote, motivo pelo qual pegou o telefone celular. Todos foram para o plantão policial, onde o delegado Marcos Roberto Alves da Costa registrou um boletim de ocorrência por roubo impróprio, quando o ladrão usa de violência para tentar assegurar o bem roubado. Ele ficou detido em flagrante a disposição da Justiça. A pena para este tipo de crime varia de 4 a 10 anos de reclusão.

A travesti já tem passagens pela polícia. De acordo com policiais militares que atenderam a ocorrência, J.A.O. costuma frequentar a região da rua Marcílio Dias. O delegado explicou que já viu outros casos em que travestis invadem carros de pessoas que param ou estão em baixa velocidade em locais de vulnerabilidade, e roubam carteira e até pegam a chave do veículo, na tentativa de chantagear as vítimas para concluir o roubo.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!