Oi, o que você está procurando?

Sinduscon entrega manifesto à Câmara contra MP que direciona recursos do FGTS ao Fies

O presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Região Oeste do Estado de São Paulo (Sinduscon OESP), Aurélio Luiz de Oliveira Júnior, entregou à Câmara, nesta quarta-feira (1º), um manifesto contra a Medida Provisória (MP) que direciona recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

De autoria do deputado federal Alex Canziani (PTB-PR), a MP que tramita na Câmara dos Deputados autoriza o direcionamento de parte dos recursos do FGTS para o pagamento do fundo estudantil. Para o Sinduscon, se a medida for aprovada, o setor de construção civil será prejudicado.

“Nós temos o recurso do FGTS que foi criado para financiar a habitação e a infraestrutura urbana. Se esses recursos forem levados para outros setores, vai faltar na habitação. Hoje temos um déficit no país de 12 a 15 milhões de habitações. O Fies tem uma dotação própria”, afirmou Aurélio Luiz de Oliveira Júnior, que preside o Sinduscon OESP.

MOÇÃO DE APOIO
O documento foi entregue ao presidente do Legislativo, vereador Rivael Papinha (PSB), que pretende apresentar uma moção de apoio ao manifesto do sindicato.

“Entendemos que essa medida provisória é contra a geração de empregos. A Câmara vai avaliar o documento e propor uma moção de apoio ao manifesto, encaminhando ofícios à Assembleia Legislativa e ao Congresso Nacional”, disse Papinha.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!