Oi, o que você está procurando?

Criança cai de ônibus escolar e morre atropelada

Um menino de 10 anos morreu na noite de segunda-feira (13), em Mococa (SP), após ser atropelado pelo ônibus que faz o transporte escolar dos alunos da zona rural da cidade. Em nota, a prefeitura informou que abrirá uma sindicância sobre o acidente.

Segundo o boletim de ocorrência, o ônibus trafegava com várias crianças e Daniel Fernando Gonçalves insistiu em viajar na escada do coletivo.

Em depoimento, o motorista do ônibus afirmou que o o garoto foi avisado do perigo de viajar perto da porta, que permanecia aberta por conta do calor.

Ele contou que a criança desceu para o último degrau, ele continuou trafegando e, em determinado momento, a irmã do menino gritou que o garoto havia caído.

O  motorista parou o ônibus e encontrou o estudante desmaiado ao lado da roda traseira. Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho da Santa Casa.

O condutor foi levado para o Plantão Policial e foi subm etido ao teste do bafômetro, que não indicou consumo de bebida alcoólica. Ele prestou depoimento e foi liberado.

Prefeitura
Em nota, a Prefeitura de Mococa informou que abrirá uma sindicância para apurar o caso e afirma que prestará total apoio à família.

Segundo a administração, o transporte de estudantes que residem na zona rural do município é terceirizado e os contratos exigem que os veículos estejam com laudos de vistorias válidos, emitidos pelo Detran, e que tenham monitores para acompanhar os alunos.

Ainda de acordo com o comunicado, o Departamento de Educação promove a fiscalização junto às empresas que prestam o serviço, visando a garantir a segurança dos estudantes.

Empresa
O proprietário da empresa Classe A, responsável pela linha, afirmou que a monitora que acompanha o trajeto está grávida e não seguiu com os alunos até o fim do percurso porque teve um sangramento. “Abrimos uma sindicância e vamos apurar a fundo o que aconteceu”, disse João Carlos Lúcio.

O empresário afirmou que o veículo foi vistoriado no início do ano e disse que a queda aconteceu a 300 metros da casa do garoto. Ele contou ainda que o motorista fazia a linha há cinco anos e é amigo da família da vítima.  “Estão todos muito abalados”.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!