Oi, o que você está procurando?

Araçatuba recebe primeira central integrada de comunicação e emergência da América Latina

O prefeito Cido Sério, acompanhado pelo vice-prefeito, Carlos Hernandes, inaugurou, na manhã de quarta-feira (21), a Central Integrada de Comunicação e Emergência (CICE). Trata-se de sistema de operação integrada de emergência que utiliza da mesma tecnologia usada pelo dispositivo 911 de segurança nos Estados Unidos (EUA) com coordenação dos eventos e integrando outros órgãos públicos e privados.

Com isso, Araçatuba passa a ser a primeira cidade da América Latina a ter esse sistema. O evento ocorreu na Central Atende Fácil, local onde está instalado o sistema e contou com a presença do coronel da Polícia Militar, Eurico Alves da Costa Júnior, secretários municipais, servidores e munícipes que estavam no local para atendimento.

O secretário municipal de Segurança, Coronel Kerlis Ribeiro, explicou a utilidade e importância do sistema para integração e otimização dos serviços de emergência. “Segurança é produto de primeira necessidade, pois ninguém vive sem. Vamos utilizar a tecnologia para ser nossos braços, pernas e olhos para nos auxiliar e, com isso, promovermos a segurança de maneira efetiva em todos os lugares”.

O coronel PM Eurico parabenizou a iniciativa. “Esse projeto vem ao encontro das forç as de segurança. Esperamos que Araçatuba se torne ainda mais popular na questão de segurança, pois nossa cidade é conhecida pelo bom índice de segurança e que este sistema sirva de exemplo para demais municípios”.

“Estou muito feliz que estamos deixando o governo com o dever cumprido É com muita alegria que entrego mais este feito de grande relevância para nossa cidade”, disse Carlos Hernandes.

O prefeito Cido Sério agradeceu a parceria com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e exaltou a praticidade e rapidez do sistema, que resulta em melhor distribuição de equipamentos, transporte e pessoal disponíveis. “Parabenizo a todos os envolvidos e torcemos para que, com essa logística mais eficiente, consigamos integrar todos os equipamentos, otimizar a comunicação e salvar mais vidas”, ressaltou o prefeito.

Hélio, diretor do departamento de Tecnologia de Informação e Modernização Administrativa da prefeitura, juntamente com Paulo Borges, representante da empresa responsável pela implantação do sistema, detalharam tecnicamente a metodologia e funcionalidade do sistema, bem como coordenou o teste apresentado ao público, em tempo real.

Foram efetuadas ligações e respostas entre o C.O. (Centro de Operações) no Atende Fácil e unidades do Copom (Policia Militar) dos Bombeiros e da GCM (Guarda Civil Municipal), além do telefone celular pessoal do coronel Kerlis, logrando sucesso em todas as tentativas.

O SISTEMA

Inicialmente, o Centro de Operação (CO) concentrará as chamadas de emergência e imediatamente interligará as centrais e unidades da Guarda Civil Municipal (GCM), da Mobilidade Urbana (Trânsito), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A central também conta com sistema de monitoramento de câmeras em tempo real do Paço Municipal, Secretaria Municipal de Segurança e calçadão. De acordo com o secretário municipal de Segurança, Kérlis Ribeiro,já esta em processo licitatório aquisição de câmeras para serem instaladas em 64 escolas. “A ideia é fazer com que todos os próprios públicos sejam monitorados”, disse.

O Projeto também permitirá contato direto com ambulâncias, unidades da Guarda Civil, Corpo de Bombeiros, e agentes de trânsito (Mobilidade Urbana), com estrutura de equipamentos de comunicação por meio de radio digital (Nextel); radio analógico (Vivo direto); telefonia fixa e celular; telefonia IP VOIP/SIP; ethernet/ LAN/ WAN/ internet; gravador de áudio e posição de despacho, operando em diferentes edifícios, bairros e cidades.

O sistema ainda receberá funções adicionais como Envio de SMS (assalto, incêndio, atentado e etc), acesso a protocolos de emergência, câmeras e interfones, interligando, de formas rápidas e intuitivas, os setores de portaria, segurança, manutenção, limpeza e brigada, além de acionar alarmes, sirenes, luzes e fechaduras de portas.

COMUNICAÇÃO CRÍTICA

O centro de comunicação de emergência integrada propõe-se a ser a forma mais eficaz de minimizar os impactos das ocorrências em seus reflexos em várias dimensões, como Imagem corporativa, Infração legal, custo operacional, produtividade, impacto ambiental e perdas humanas.

Os comentários aqui não refletem a opinião do site, e são de responsabilidade do autor. O comentário NÃO É PUBLICADO automaticamente em seu Facebook, fique tranquilo!